ENTRETENIMENTO
17/06/2020 01:01 -03

Público volta a delirar com eliminação de João em reprise do 'Masterchef'

Saída de um dos participantes mais odiados pelos fãs do reality gastronômico foi comemorada como se fosse hoje.

Mesmo sendo uma reprise, a exibição da primeira edição do Masterchef Profissionais ainda mexe com os nervos dos fãs do reality gastronômico da Band. Ainda mais quando o eliminado da vez foi o pernambucano João Lima

Tachado de arrogante em uma edição em que a concorrência nesse quesito era pesada (Ivo e Dário que o digam!), João ganhou de vez a antipatia do público depois de desrespeitar orientações da jurada Paola Carosella em um dos primeiros episódios do programa que foi ao ar originalmente em 2016.

Na prova de eliminação, o desafio era preparar um prato que unisse as culinárias italiana e japonesa, e o ravióli de nabo com filé de peixe no caldo asiático do pernambucano deu ruim na proposta. “Eu não me senti nem na Itália, nem no Japão. Parece um prato francês dos anos 80”, comentou o jurado Henrique Fogaça ao experimentar o prato. 

Como era esperado, João não saiu deixando mais um bom exemplo de sua contagiante simpatia (ironia contida no comentário) e sobrou patada até para Ana Paula Padrão.  

Quando a apresentadora questionou a avaliação de uma das provas, que João classificou de injusta, ele disse que ela era leiga sobre os critérios que definem se um profissional é bom cozinheiro ou não. A apresentadora não silenciou e rebateu o comentário:

“Sou completamente leiga, você está corretíssimo, mas eu sou a conta final da sua profissão, se você não me agradar, você não agrada ninguém”, respondeu Ana Paula.

“Estou falando o que estou sentindo, ninguém é dono da razão e nem da verdade. Não estou com raiva e nem frustrado”, retrucou João.

A apresentadora não deixou barato e encerrou a discussão: ”É um jogo. Em última instância tem três julgadores, vários convidados, essa é a regra para todo mundo que se inscreve. João, volta para o seu estado com orgulho. A linha entre a opinião forte e a arrogância é muito tênue, muito, muito fina.”

A internet, claro, foi à loucura.

Recordar é viver: