COMPORTAMENTO
05/07/2019 09:24 -03

Brasília recebe a linda temporada dos ipês coloridos

Você conhece bem o ipê, essa árvore tão característica de nossa capital?

Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Brasília é palco de calorosas discussões políticas e negociações econômicas, mas também recebe uma dos eventos mais bonitos no País: o período de floração dos quase 700 mil ipês.

Neste ano, as primeiras flores começaram a despontar logo no início de junho, contrariando a expectativa de sua chegada que estava prevista somente para o fim do mês passado.

Além do ipê roxo, os brasilienses notaram a presença do ipê branco, que só era esperado em agosto. Desde então, o Planalto Central recebeu novas cores e um espetáculo de se admirar neste inverno.

Mas você conhece bem o ipê, essa árvore tão característica de nossa capital?

Pois bem. O ipê é, na verdade, o nome popular de diferentes espécies de plantas pertencentes à família das bignoniáceas.

De acordo com a professora Sueli Gomes, do departamento de botânica da UnB (Universidade de Brasília), a população passou a diferenciar as árvores conforme a cor da corola (conjunto de pétalas) de suas flores: ipê roxo, ipê rosa (róseo), ipê amarelo e ipê branco.

“Antigamente, todas essas plantas pertenciam ao gênero Tabebuia, mas atualmente algumas espécies estão nos gêneros Roseodendron e Handroanthus. Estes gêneros abarcam cerca de 100 espécies vegetais, muitas das quais se fazem presentes na flora brasileira”, explicou a professora ao HuffPost Brasil.

A cor das pétalas das flores dos ipês é conferida a partir de pigmentos chamados de antocianinas, que dão origem às cores azul, roxo até vermelho, e dos carotenoides, responsáveis pela coloração do amarelo e alaranjado.

Uma peculiaridade interessante sobre as flores do ipês é que elas podem até ser usadas para fins medicinais.

De acordo com Sueli Gomes, as antocianinas e carotenoides são substâncias antioxidantes e têm propriedades farmacológicas.

“Na natureza, estes pigmentos funcionam como mecanismo de proteção das plantas contra luz intensa. As antocianinas também contribuem para a atração de animais polinizadores, embora caiba ressaltar que a cor percebida pelos olhos humanos não é a mesma percebida por estes animais, especialmente os insetos”, explica.

Mas como os ipês conseguem ter essa cor tão viva, mesmo em período de seca? Isso se deve ao fato de que a cor da corola das flores é condicionada geneticamente.

“Cada espécie de árvore tem um conjunto de genes que determinam várias características das plantas, inclusive a cor das pétalas florais. Esses genes regulam a síntese das antocianinas e carotenoides nas células, que resultará nas maravilhosas cores que presenciamos nas diferentes flores, como as dos ipês, que estão florindo nessa época”, finaliza.

Nas redes sociais, os moradores de Brasília não esconderam a alegria de caminhar em meio às flores

 

 

Anote a dica!

Período de floração

Roxo: junho até agosto
Amarelo: agosto a outubro
Branco: agosto e setembro
Rosa: setembro e outubro