NOTÍCIAS
08/02/2019 16:43 -02 | Atualizado 08/02/2019 17:46 -02

Quem são as vítimas do incêndio no CT do Flamengo

Os jogadores tinham entre 14 e 17 anos e estavam dormindo no local.

ASSOCIATED PRESS

O Brasil acordou de luto nessa sexta-feira (8) após a morte de 10 jovens jogadores do Flamengo que tiveram o seu sonho interrompido.

Um incêndio atingiu as instalações do Ninho do Urubu, como é chamado o Centro de Treinamentos Presidente George Helal, do Flamengo, na madrugada deixando vítimas e feridos. No local, jogadores entre 14 e 17 anos que não residiam no Rio dormiam.

Em nota, o clube carioca se colocou a disposição dos familiares e lamentou “profundamente” a morte das vítimas.

De acordo com o presidente Rodolfo Landim, essa foi “a maior tragédia pela qual o clube já passou nos seus 123 anos.”

Entre as vítimas, os 10 jovens já foram identificados.

Os atletas Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos, e Francisco Diogo Bento Alves, de 15 anos estão feridos. Jhonatan Cruz Ventura, de 15 anos, está em estado grave. Eles foram levados para um hospital na Barra.

 

Conheça os jovens atletas do Flamengo

O jovem Athila Paixão tinha apenas 14 anos. Natural de Lagarto (SE), ele estava  no clube desde março de 2018. Em entrevista ao G1, o pai contou que a sua última conversa com o filho foi sobre uma partida que ele jogaria no Maracanã. O jogo seria nesta sexta-feira (8), mesmo dia em que aconteceu o incêndio.

HuffPost Brasil

O jogador Arthur Vinicius completaria 15 anos no próximo sábado (9). Ele morava em Volta Redonda com a família. Arthur atuava como zagueiro há 3 anos. No ano passado, ele havia sido convocado para a seleção brasileira sub-15.

O catarinense Bernardo Pisetta, de 14 anos, era goleiro e estreou na base do Flamengo em agosto de 2018. Ele já tinha jogado em outros times e diversas equipes de futsal. “Ele, como Flamenguista, estava realizando um sonho. E todos nós sonhamos junto esse sonho”, disse o primo Marcelo Lanznaster, em entrevista ao G1

O goleiro Christian Esmério era uma das grandes apostas do Flamengo. Ele tinha só 15 anos e acumulava convocações para a seleção brasileira. Era, inclusive, monitorado por times no exterior. Nas redes sociais, o jogador compartilhava várias fotos dos seus treinos e da convivência com os amigos.   

O atleta Pablo Henrique da Silva Matos tinha apenas 14 anos e jogava no sub-15 do Flamengo como zagueiro. Natural de Oliveira, em Minas Gerais, ele morava no centro de treinamento desde agosto de 2018.

Reprodução/Acervo Pessoal

Vitor Isaías tinha 14 anos e jogava há 6 meses no Flamengo. Natural de São José, em Santa Catarina, o atacante já tinha passado por times como o Figueirense, Internacional e Athletico Paranaense.

View this post on Instagram

❤️🖤🙏

A post shared by vitorisaias2004 (@vitorisaias2004) on

Jorge Eduardo Santos tinha 15 anos e atuava como volante. Ele morava em Além Paraíba, Minas Gerais, e começou a jogar futebol aos 7 anos. Aos 12, ele já treinava na categoria de base do Flamengo.

View this post on Instagram

⚫🔴⚽️

A post shared by jorge eduardo (@jorgesantos03) on

Samuel Thomas Rosa tinha 15 anos e era lateral direito. Ele ia passar o final de semana em casa, na cidade de São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Porém, preferiu dormir no CT e só pegar a estrada na sexta.

View this post on Instagram

❤⚽👊✌

A post shared by samuel thomas de souza rosa (@samuelthomasdesouza) on

O meio-campista Gedson Santos tinha apenas 14 anos. Ele deixou a sua cidade natal Itararé (SP) para treinar no clube.

View this post on Instagram

👊🔴⚫

A post shared by Gedinho_11_2004 (@gedsongedinho) on

O jovem Rykelmo de Souza Vianna tinha 16 anos e era conhecido pelo apelido Bolívia. Ele nasceu em Limeira (SP) e jogava no meio de campo, como volante.

 

Após a tragédia, o atleta do Flamengo Weverton Souza publicou um vídeo nas redes sociais em que registrava a alegria dos jovens no alojamento.

 
 

Alojamento não tinha licença da prefeitura 

De acordo com a prefeitura do Rio de Janeiro, o alojamento que pegou fogo não tinha licença municipal. A área, que abrigava 10 dormitórios, está descrita como um estacionamento no projeto que foi protocolado.

“A área de alojamento atingida pelo incêndio não consta do último projeto aprovado pela área de licenciamento, no dia 5 de abril de 2018, como edificada”, diz a nota. “Por determinação da legislação em vigor, a coordenação de licenciamento informa que só há inspeção neste tipo de edificação em casos de denúncia”, acrescenta.

O governador do estado Wilson Witzel e o prefeito Marcelo Crivella decretaram luto oficial de três dias.