ENTRETENIMENTO
21/05/2020 06:00 -03 | Atualizado 21/05/2020 17:04 -03

'Império Contra-Ataca', 40 anos: 9 coisas que você não sabia sobre o melhor filme da saga

Em 21 de maio de 1980 estreava nos EUA o filme que consolidaria Star Wars como um dos maiores fenômenos pop da história.

Não há um só ranking de Star Wars em toda galáxia que não coloque o segundo filme da trilogia original como o melhor da saga. Você pode discutir as outras posições dos outros 10 títulos, mas O Império-Contra Ataca sempre estará no topo.

Essa história começou há 40 anos, em 21 de maio de 1980, dia em que o filme estreou nos cinemas dos Estados Unidos.

A responsabilidade de seguir com a história do primeiro filme da saga era tão grande, que seu criador e guru George Lucas preferiu deixar a direção para um cineasta mais experiente. No caso, Irvin Kershner, que mesmo assim, fora O Império Contra-Ataca, não tem lá muitos filmes memoráveis no currículo, como Robocop 2 (1990).

Se em Guerra nas Estrelas (1977) ou Star Wars: Uma Nova Esperança, fomos apresentados a personagens que se transformariam em verdadeiros ícones pop, em Império eles ganham profundidade.

Principalmente o vilão Darth Vader. Tanto que sua figura entrou mais fundo no imaginário coletivo que a do próprio Luke Skywalker, o protagonista dessa primeira trilogia. Neste episódio é a vez do Império e seu general mais poderoso brilharem.

Foi aqui que uma das grandes revelações do século 20 aconteceu. Algo que nem fazia parte da primeira versão do roteiro, mas que transformaria a saga para sempre e seria fundamental para consolidá-la como fenômeno cultural que ela é.

Essa e outras histórias curiosas sobre esse marco da era dos blockbusters você conhece aqui, nas 9 coisas que você não sabia sobre o melhor filme da saga Star Wars, O Império Contra-Ataca

1 - Luke, eu não sou seu pai

Divulgação

No primeiro rascunho do roteiro de Leigh Brackett para O Império Contra-Ataca, Darth Vader não era o pai de Luke. Nele, o jovem jedi ficaria cara a cara com o papai Skywalker. Anakin (que aqui não era Darth Vader) contaria que a irmã que Luke não conhecia, e que foi separado por motivos de segurança, também estava treinando para ser uma mestre jedi. Havia até uma cena em que seu pai, Luke e Obi-Wan cruzavam sabres de luz enquanto o jovem Skywalker fazia um juramento jedi.

2 - E por falar nisso... A frase não é bem essa


Entre as frases famosas de filmes que, na verdade, nunca foram faladas na tela, “Luke, eu sou seu pai” é uma das mais icônicas. Na cena em que Vader luta com Luke ele diz: “Obi-Wan nunca lhe disse o que aconteceu com o seu pai”. “Ele me disse o suficiente. Que foi você que matou ele”, responde Luke. E aí vem a bomba de Vader, que retruca: “Não, eu sou seu pai”.

3 - Darth Vader deu um baita spoiler

divulgação
O ator inglês David Prowse quando participou de outro clássico: "Laranja Mecânica" (1971).

Dois anos antes do lançamento do filme, e até do livro, que foi publicado um mês antes da estreia de O Império Contra-Ataca nos cinemas, o ator David Prowse, o homem que emprestava seu corpo para Darth Vader, deixou escapar, em uma palestra na Universidade de Berkeley, na Califórnia, que Vader era pai de Luke. Ainda bem que não tinha rede social na época e o spoiler passou batido.

4 - Planeta dos Macacos ou Star Wars?


Na versão original do filme, antes dos retoques dados por George Lucas com o passar dos anos, o rosto do Imperador Palpatine era um híbrido entre humano e macaco. A face era uma mistura de uma mulher idosa com olhos de chimpanzé que depois foi trocada pela do ator Ian McDiarmid.

5 - Nasce um hit


A famosa Marcha Imperial composta por John Williams apareceu pela primeira vez na saga aqui, e não no primeiro filme. Um tema marcante que se tornou tão icônico quanto o da abertura. Além desse, outra música que se destacou na franquia foi criado para O Império Contra-Ataca: o tema do romance entre Leia e Han Solo.

6 - Piscininha, amor

Divulgação

Para filmar a cena em que Luke é atacado por uma criatura do pântano do planeta Dagobah, onde ele treinava suas habilidades jedi com o mestre Yoda, foi usada a piscina da casa do próprio George Lucas.

7 - Meritocracia em uma galáxia muito, muito distante

Divulgação

Han Solo é o único personagem não Jedi ou Sith em toda a trilogia original (episódios 4, 5 e 6) a usar um sabre de luz. Ele usou a arma jedi para abriu a barriga de um Tauntaun (um bicho usado para transporte) morto para salvar a vida de Luke, que tinha sido atacado por uma criatura da neve no planeta Hoth.

8 - Chuva de batatas e sapatos

Divulgação

George Lucas pegou tanto no pé da equipe de efeitos especiais que o pessoal se vingou na famosa sequência em que a Millennium Falcon entra em um campo de asteróides. Uma dessas pedras é, na verdade, uma batata e outra um sapato. Diz a lenda que em um rompante de raiva, Lucas jogou um sapato em alguém da equipe em uma dessas discussões.

9 - A lenda do Luke Skywalker desfigurado


Outra lenda do filme é que a cena em que Luke é atacado pelo monstro da neve em Hoth só existiu para explicar as marcas no rosto de Mark Hamill, que havia sofrido um acidente de carro antes das filmagens. Não foi bem isso o que aconteceu. Havia, sim, uma cena em que Luke machucava o rosto para justificar suas cicatrizes, mas a face do ator não ficou marcada após o acidente como era esperado. Em uma cena nunca utilizada no filme, um droid enfaixa o rosto de Luke Skywalker. Mas ela não entrou na versão final do filme.