Aqui estão algumas imagens do 'novo normal' pelo mundo

Um prédio inteligente em Tóquio, parques e praias com marcadores de distanciamento na Europa, astronautas no Rio de Janeiro, entre outras novidades.

Em Lisboa, capital de Portugal, os visitantes do Museu Coleção Berardo usam máscaras enquanto contemplam arte. O local reabriu no fim de maio para um número limitado de visitantes. Na imagem abaixo, um senhor tira uma foto de costas para um quadro do artista Andy Warhol.

Em Tóquio, capital do Japão, os funcionários da NEC Corporation passam por um detector de temperatura e reconhecimento facial antes de entrarem no prédio para trabalhar. Em nenhum momento há contato humano.

Em Java, na Indonésia, uma exposição de fotos em um muro exibe imagens do mundo após o coronavírus.

Na cidade de Hyderabad, na Índia, funcionários de um McDonald’s colocaram uma máscara no Ronald McDonald, mascote da rede de fast-food.

Em Málaga, na Espanha, músicos e artistas de rua se apresentam usando máscaras. O turismo tenta reabrir no país mesmo com ameaça da segunda onda do vírus.

Em Londres, na Inglaterra, uma loja de capas de celular agora também vende máscaras.

Em Nova York, nos EUA, as pessoas tentam curtir um pouco do verão no bairro do Brooklyn. Os piqueniques e encontros nos parques voltaram, mas com divisões entre as pessoas para tentar manter um distanciamento social.

Em Coney Island, outro ponto de Nova York, visitantes tentam curtir um dia de sol com máscaras e avisos pedindo distanciamento social.

Pessoas pedem um mundo melhor, mais justo e sustentável em protesto na cidade de Bruxelas, na Bélgica. Os participantes usaram cartazes para passar suas mensagens, mas não mantiveram o distanciamento social.

Em Londres, na Inglaterra, mensagens no chão e placas pedem para que as pessoas mantenham distanciamento social de pelo menos dois metros.

Um parque na cidade de Düsseldorf na Alemanha reabriu com círculos de distanciamento social em toda a área liberada para a visitação do público.

Postes de madeira separam e dividem os banhistas que curtem o verão em praia da cidade de Sanxenxo, na Espanha.

Dançarinos em frente ao portão de Brandemburgo fazem uma performance com uma roupa que, literalmente, obriga o distanciamento social. O local na cidade de Berlim, na Alemanha, reabriu para a visitação recentemente.

Milhares de passageiros usam máscaras e se posicionam em lugares marcados no chão antes de entrarem nos trens na cidade de Jacarta, capital da Indonésia.

Em Madri, na Espanha, estudantes fazem prova para a faculdade de ciências sociais usando máscara e respeitando o distanciamento social.

Na Califórnia, nos EUA, o parque temático Six Flags Discovery Kingdom reabriu para visitas de turistas que assistem a um show de golfinhos respeitando o distanciamento social.

Salão atende clientes em Mumbai, na Índia, com funcionários usando material de proteção individual descartável que diminui muito o contato entre cliente e cabeleireiros.

Nas ruas e ciclovias de Buenos Aires, capital da Argentina, sinalização pede que as pessoas mantenham o distanciamento social.

Marcadores de distanciamento social nas escadas rolantes e medidores de temperatura foram instalados no Mercadão de Madureira, no Rio de Janeiro, que abriu com capacidade limitada para 30% do público.

O contador Tércio Galdino e sua esposa Alicea resolveram usar roupas de astronauta para se protegerem do coronavírus e saírem um pouco de casa no Rio de Janeiro. A fantasia fez sucesso em Copacabana.