ENTRETENIMENTO
16/03/2020 19:29 -03 | Atualizado 16/03/2020 19:31 -03

Idris Elba tem teste positivo para coronavírus; filmagens de 'Matrix 4' são suspensas

"Fiquem em casa e sejam pragmáticos. Vou mantê-los atualizados sobre minha condição. Sem pânico."

O ator britânico Idris Elba disse nesta segunda-feira (16) que teve resultado positivo em um teste para o novo coronavírus, juntando-se a Tom Hanks e sua esposa, Rita Wilson, entre as primeiras grandes celebridades a contrair a doença respiratória.

Elba, que estrelou o drama policial de TV Luther e interpretou o deus nórdico Heimdall em Vingadores: Guerra Infinita, afirmou em um post no Twitter que não apresentava sintomas, mas estava se isolando dos outros. Não ficou claro onde ele estava localizado.

“Hoje de manhã testei positivo para o covid-19. Sinto-me bem, até o momento não tenho sintomas, mas estou isolado desde que descobri minha possível exposição ao vírus. Fiquem em casa e sejam pragmáticos. Vou mantê-los atualizados sobre minha condição. Sem pânico”, escreveu Elba, de 47 anos.

O ator disse que fez o teste porque descobriu na sexta que havia sido exposto a alguém que contraiu a doença. Ele não identificou a pessoa.

“Mantenha-se positivo. Não surte”, declarou ele em um vídeo que acompanha o post do Twitter. Sua esposa, Sabrina, é vista em segundo plano.

Hanks e Rita Wilson disseram na semana passada que haviam contraído a doença enquanto trabalhavam em um filme na Austrália.

O anúncio de Elba ocorre em meio a mais paralisações na produção de filmes em todo o mundo.

O estúdio de cinema Warner Bros disse também nesta segunda que parou de filmar o quarto episódio da franquia de ação Matrix, estrelado por Keanu Reeves, e o terceiro Animais Fantásticos e Onde Habitam, um spin-off da franquia bem-sucedida Harry Potter.

Universal Pictures, Netflix e Disney interromperam a produção da maioria de seus programas ao vivo e filmes na semana passada devido ao surto de coronavírus.

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost