LGBT
13/10/2019 03:00 -03

O que Jonathan Van Ness nos ensina sobre conviver com o diagnóstico de HIV-positivo

“Senti a necessidade de falar do assunto”, diz uma das estrelas de “Queer Eye”, em referência ao estigma e aos equívocos sobre a vida de quem tem HIV.

Jonathan Van Ness, de 32 anos, se abriu recentemente sobre sua luta contra o vício, sobre o abuso sexual que sofreu na infância e sobre fazer parte da “linda comunidade HIV-positiva”.

Em um perfil publicado recentemente New York Times, o integrante dos “fab five”, apresentadores do Queer Eye, disse estar se preparando para o lançamento de seu livro Over the Top (Exagerado, em tradução livre) e que isso é algo que lhe causa ansiedade. “Tive pesadelos nos últimos três meses porque tenho medo de ser tão vulnerável diante dos outros”.

SIPA USA/PA Images
Jonathan Van Ness 

Em relação a seu status de HIV positivo, Van Ness, disse que não sabia se deveria falar do assunto em público na esteira do sucesso do programa da Netflix, um reboot da série de mesmo nome que estreou em fevereiro de 2018.

“Aí pensei: ’O governo Trump fez de tudo para aumentar o estigma da comunidade LGBT”, afirmou ele. “Senti a necessidade de falar do assunto.” 

Van Ness disse ao NYT que achou importante unir-se ao coro de vozes que quer combater equívocos e estigmas relacionados à vida de quem tem HIV.

Emma McIntyre via Getty Images
Da esquerda para a direita: Karamo Brown, Bobby Berk, Tan France, Antoni Porowski, and Jonathan Van Ness.

Na entrevista, ele também disse ter sido vítima de abuso quando era pequeno, por um outro menino mais velho de sua igreja.

“Para muita gente que sobreviveu a ataques sexuais quando muito jovens, temos um trauma acumulado”, disse.

Ele também falou da infância na cidade de Quincy, Illinois, onde ele foi o primeiro menino cheerleader e teve de aturar assédio, boatos e humilhação na escola.

“Eu era gordo demais, feminino demais, falava alto demais, ninguém gostava de mim”.

Van Ness também refletiu sobre o vício em drogas e sobre a fase da vida em que se prostituiu, porque estava em dificuldades financeiras depois de terminar o ensino médio. Hoje um cabeleireiro famoso, Van Ness diz que um desmaio que teve no salão, aos 25 anos, foi meio que um ponto de virada em sua vida.

Van Ness, recebeu três indicações para o Emmy por sua série de paródia Gay of Thrones, disse num post de Instagram que contar sua história é “a oportunidade mais importante” que ele já teve.

“Estou aliviado por poder falar das coisas que moldam minha experiência de vida”, escreveu ele. Seu livro de memórias “fala de tempos extremamente difíceis, mas também está cheio do meu humor, da minha alegria e da minha voz. Mal posso esperar para dividi-lo com vocês.”

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.