Heineken anuncia recall de long necks por risco de incidente com lascas de vidro

Faltando poucos dias para o Carnaval, empresa pediu atenção redobrada de consumidores ao abrirem garrafas de 330 ml.

A Heineken anunciou recall de lotes específicos da cerveja long neck de 330 ml. A medida é preventiva e ocorre em virtude de alteração da garrafa, que pode resultar em lascas de vidro no bocal.

Segundo o comunicado, ao abrir a cerveja, esta alteração pode acarretar em uma “pequena lasca de vidro” no bocal da garrafa, “o que pode ocasionar lesões ou ingestão acidental de lascas de vidro.”

A Heineken afirma que o problema foi encontrado em cerca de 0,3% das long necks destes lotes. A alteração já foi corrigida e, conforme informou a marca, não há impacto na qualidade da cerveja.

Como identificar os lotes

Antes de abrir uma cerveja long neck da Heineken, o consumidor deve prestar atenção nas letras CH em alto-relevo na parte inferior da garrafa.

Se você encontrar estas letras, a marca recomenda abrir a cerveja com cuidado. “Caso alguma alteração no bocal seja identificada, o produto não deve ser consumido para evitar que você se machuque.”, ressaltou a empresa.

Garrafas com&nbsp;letras <strong>CH</strong> em alto-relevo devem ser abertas com cuidado e, apresentando qualquer lasca no bocal, n&atilde;o devem ser consumidas.&nbsp;
Garrafas com letras CH em alto-relevo devem ser abertas com cuidado e, apresentando qualquer lasca no bocal, não devem ser consumidas. 

Os consumidores podem pedir a substituição ou reembolso da cerveja. Para isso, eles devem entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor pelo telefone 0800 885 2462, de segunda a sábado, das 9h às 21h ou pelo e-mail faleconosco@heineken.com.br. O consumidor deve guardar a garrafa, pois ela será recolhida pela empresa para análise.

“A empresa pede desculpas pelo inconveniente e informa que esta ação não representa qualquer custo ao consumidor. Outros produtos da Companhia que não fazem parte dos lotes específicos podem ser consumidos normalmente”, concluiu o comunicado.