NOTÍCIAS
13/01/2020 16:55 -03 | Atualizado 20/01/2020 10:50 -03

Onde Harry e Meghan vão morar? Com o que vão trabalhar? Quem vai pagar sua segurança?

Todas as questões e algumas respostas envolvendo a decisão do casal de deixar a família real em troca de "independência financeira".

A decisão do príncipe Harry e de sua esposa, Meghan, de deixar a família real  levantou imediatamente questões sobre como eles vão se sustentar, quem pagará por sua segurança e o que sua nova posição envolverá.

Como eles vão combinar trabalho privado e deveres reais ainda não está claro. O casal, numa declaração inicial, disse que esperava tornar-se financeiramente independente e criar uma instituição de caridade, ao mesmo tempo em que continuava com alguns deveres reais.

Damir Sagolj / Reuters

Quem paga a conta?

Harry e Meghan disseram em uma seção de perguntas e respostas de seu novo site que estão buscando independência financeira dos fundos da monarquia, conhecidos como “Subsídio Soberano”. Este é um dinheiro do governo que cobre os custos de funcionamento da casa real e as despesas de viagem.

O casal disse que o subsídio era equivalente a 5% de sua renda, usada para gerir o seu escritório oficial. Eles não disseram se vão desistir dos 95% restantes que provêm da propriedade privada secular do Príncipe Charles.

Ao renunciar ao dinheiro do contribuinte, o casal indicou que iria procurar alguma forma de renda privada.

“Eles valorizam a capacidade de ganhar uma renda profissional, que, na estrutura atual, eles estão proibidos de fazer”, diz a declaração. “Por esta razão, eles fizeram a escolha de se tornarem membros da Família Real com independência financeira.”

Onde eles vão morar?

Kevin Light / Reuters
A propriedade em North Saanich, British Columbia, no Canadá, onde o casal passou o fim de ano, é cotada para abrigar Harry e Meghan após deixarem a realeza.

 

Eles disseram que agora planejam dividir seu tempo entre o Reino Unido e a América do Norte - mais especificamente, o Canadá, para onde Meghan já viajou na última semana, após o anúncio.

Eles continuarão a se hospedar em Frogmore Cottage, nos terrenos do Castelo de Windsor, da rainha, quando estiverem no Reino Unido. A propriedade foi recentemente renovada a um custo de 2,4 milhões de libras (US$ 3,13 milhões de dólares) aos contribuintes.

Meghan nasceu em Los Angeles e cresceu em Hollywood. Harry e Meghan passaram as últimas seis semanas de 2019 no Canadá e a sua primeira aparição oficial em 2020 foi uma viagem à Canada House em Londres, casa da missão diplomática do Canadá na Grã-Bretanha.

Quem paga pela segurança?

O casal deixou claro que esperava que o governo continuasse a financiar os seus custos de segurança, como previsto pelo Home Office, que é responsável pela segurança da família real. O custo da segurança nunca é tornado público, mas estima-se que custe centenas de milhares de libras por ano.

Como eles vão ganhar dinheiro?

DANIEL LEAL-OLIVAS via Getty Images

O novo site do casal, Sussex Royal, não descreve como eles pretendem se financiar no futuro. Alguns dos outros netos da rainha trabalham, incluindo as filhas do príncipe Andrew, Beatrice e Eugenie, que trabalham com negócios e nas artes.

No ano passado, foi noticiado que Harry seria produtor-executivo de um documentário sobre saúde mental com a magnata da televisão norte-americana Oprah Winfrey para o serviço de streaming de vídeo da Apple.

A biógrafa real Penny Junor sugeriu que Meghan, que estrelou na TV o drama “Suits”, poderia reviver sua carreira de atriz.

Há seis meses, Harry e Meghan entraram, junto ao Escritório de Propriedade Intelectual do Reino Unido, com o registro dos termos Sussex Royal e Sussex Royal Foundation para uso em livros, papelaria, roupas como pijamas e meias, campanhas de caridade, além da prestação de treinamento, prática de esportes e assistência social.

E quanto à imprensa?

O casal anunciou que vai mudar radicalmente o acesso da mídia aos seus compromissos oficiais, e não participará mais do tradicional sistema de “rotação real”, que é um acordo de acesso para os correspondentes reais.

O sistema de “rotação real” permite o acesso aos seus compromissos por correspondentes credenciados, num pool de fotografia e vídeo, para garantir o mínimo de interferência com o próprio compromisso.

Agora o casal disse que sua intenção é falar diretamente ao público através das mídias sociais, e eles negariam o acesso automático a alguns correspondentes reais.

Isto significa que eles poderiam ser alvo de mais fotógrafos paparazzi, que não se preocuparão mais em perder o acesso a eventos oficiais se já estiverem excluídos.

DANIEL LEAL-OLIVAS via Getty Images

O que vai acontecer com os seus títulos?

O casal não fez nenhuma menção a desistir dos seus títulos reais. Em vez disso, eles declararam no seu site que outros membros da família real conservam os seus títulos enquanto ganham uma renda.

“Há precedentes para esta estrutura e ela se aplica a outros membros atuais da família real que apoiam o monarca e também têm empregos em tempo integral externos ao seu compromisso com a monarquia”, disse a declaração.

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost