NOTÍCIAS
20/02/2020 12:35 -03

Guedes pede desculpa, mas não vê problema na declaração sobre doméstica indo para Disney

Pedido de desculpa foi orientação de Bolsonaro, que também aconselhou o ministro a não dar “outra mancada”.

Adriano Machado / Reuters
Paulo Guedes: “Eu peço desculpas se tiver ofendido. (…) A mãe do meu pai foi empregada doméstica, qual o problema de fazer uma referência como essa?”.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, não vê problema em fazer referência a “festa danada” de domésticas indo para a Disney. Ele pediu desculpa nesta quinta-feira (20), mas emendou que suas declarações estão sendo retiradas do contexto.

“Eu peço desculpas se tiver ofendido. (…) A mãe do meu pai foi empregada doméstica, qual o problema de fazer uma referência como essa?”, questionou, em evento no Palácio do Planalto. “Quem tira de contexto o que nós falamos está semeando discórdia”, disse.

Incluir o pedido de desculpa no discurso foi uma orientação do presidente Jair Bolsonaro. O chefe do Executivo também aconselhou Guedes a não dar outra “mancada” na cerimônia de lançamento do Crédito Imobiliário com taxa fixa.

No evento, Guedes reiterou que o dólar alto é bom para todo mundo. Na semana passada, ele disse: “Não tem negócio de câmbio a R$ 1,80. Vamos importar menos, fazer substituição de importações, turismo. [Era] todo mundo indo para a Disneylândia, empregada doméstica indo para a Disneylândia, uma festa danada.”

Na avaliação dele, o patamar do dólar deve ser mais alto conforme os juros de equilíbrio caem, e afirmou que a economia passará a crescer 2% com as reformas ― em declarações ouvidas pelo presidente do Banco Central.

Guedes minimizou riscos advindos da “turbulência internacional” e considerou que o Brasil vai “decolar” enquanto o mundo está enfraquecendo e a América Latina está “estagnada”.