ENTRETENIMENTO
11/02/2019 11:21 -02 | Atualizado 11/02/2019 11:47 -02

Grammy 2019: Os melhores momentos e a lista de vencedores da premiação

Aparição surpresa da ex-primeira-dama, perfomance "rock'n'roll' da canção 'Shallow' e celebração dos 75 anos da diva da Motown foram alguns dos momentos mais marcantes da festa.

Montagem/Getty Images

A noite do Grammy 2019, realizada na noite deste domingo (10), foi de surpresas. Indicado em 8 categorias e ausente da cerimônia, Kendrick Lamar levou apenas o gramofone de Melhor Performance de Rap para casa.

Já Childish Gambino, nome artístico do ator e cantor Donald Glover, teve o nome consagrado na 61ª edição da festa com seu manifesto antirracista This Is America. Também ausente, o artista ganhou quatro prêmios, incluindo dois dos principais: Melhor Canção e Melhor Gravação - feito inédito para um rapper.

A britânica Dua Lipa levou o prêmio de Artista Revelação, e o disco Golden Hour, da cantora de country Kacey Musgraves, ficou com o principal gramofone dourado da noite, o de Álbum do Ano. A seguir, você acompanha 5 grandes momentos da cerimônia, marcada por homenagens a grandes ícones da música pop americana e performances avassaladoras.

1. A aparição surpresa de Michelle Obama

 Logo no início da festa, no monólogo de apresentação, Alicia Keys convidou algumas “irmãs” para compartilharem no palco o que a música fez por elas ao longo dos anos. Esse grupo era composto por Lady Gaga, Jada Pinkett Smith, Jennifer Lopez e por ninguém menos que a ex-primeira-dama Michelle Obama.

“Dos discos da Motown até as canções de Who Run the World que me alimentaram nessa última década, a música sempre me ajudou a contar minha história e eu sei que isso é uma verdade para todos aqui”, disse Michelle minutos depois de ser ovacionada pelas centenas de pessoas na plateia.

E continuou: “Quer gostemos de country ou rap ou rock, a música nos ajuda a compartilhar a nós mesmos: nossa dignidade e tristezas, nossas esperanças e alegrias. Nos permite ouvir um ao outro, a convidar um ao outro. A música nos mostra que tudo o que importa, cada história dentro de cada voz, cada nota dentro de cada canção. Certo, garotas?”

2. A performance arrasadora de Camila Cabello

Camila Cabello se juntou a Rick Martin e J Balvin para apresentador seu maior hit, Havana, no palco do Grammy 2019. O resultado foi um dos shows mais potentes da noite, cheio de cores, calor latino, além de um um recado sutil para aqueles que concordam com o plano de Donald Trump de construir um muro na fronteira do México com os Estados Unidos.

3. Lady Gaga e a versão “rock’n’roll” da canção Shallow

Lady Gaga levou três gramofones na noite, dois por conta da canção Shallow (Melhor Performance Pop de Duo ou Grupo e Melhor Canção Escrita Para Mídia Visual), presente no filme Nasce Uma Estrela. Furando a cerimônia do Oscar, a cantora apresentou pela primeira vez ao vivo uma versão da canção ao lado de seu parceiro de composição, Mark Ronson - versão cheia de atitude, diga-se. 

Veja no player abaixo:

4. O espetáculo da diva-toda-poderosa Diana Ross

Chamada ao palco pelo neto de 9 anos, a veterana Dianna Ross surgiu no palco em um deslumbrante vestido vermelho para recapitular alguns dos maiores sucessos de uma carreira iniciada no grupo The Supremes, que acumula mais de 20 álbuns e mais de 100 milhões de cópias vendidas.

A performance poderosa da cantora integrou o tributo do evento à Motown e também comemorou os 75 anos da artista - que serão completos oficialmente em março. Assista no player abaixo:

5. A bela homenagem ao legado de Aretha Franklin

Morta em agosto do ano passado, Aretha Franklin teve a carreira e legado celebrados no encerramento da premiação. O tocante tributo foi realizado pelas cantoras Yolanda Adams, Audra Day e Fantasia, que interpretaram (You Make Me Feel Like A) Natural Woman, um dos principais hits da Rainha do Soul.

Assista no player abaixo (e tente não se emocionar):

 Veja abaixo a lista completa de vencedores do Grammy 2019:

Álbum do Ano - Golden Hour, Kacey Musgraves

Gravação do Ano - This Is America, Donald Glover & Ludwig Goransson

Melhor Artista Revelação - Dua Lipa

Melhor Álbum de Rap - Invasion of Privacy, Cardi B

Melhor Álbum de R&B - H.E.R., H.E.R.

Melhor Canção de Rap - God’s Plan, Drake

Melhor Performance de Rap (EMPATE) - King’s Dead, Kendrick Lamar / Bubblin, Anderson Paak

Melhor Álbum Country - Golden Hour, Kacey Musgraves

Música do Ano - This Is America, Childish Gambino

Melhor Performance Pop de Duo ou Grupo - Shallow, Lady Gaga & Bradley Cooper

Melhor Performance Pop Solo - Joanne (Where Do You Think You’re Goin’?), Lady Gaga

Melhor Álbum Pop Vocal - Sweetener, Ariana Grande

Melhor Álbum de Pop Vocal Tradicional - My Way, Willie Nelson

Melhor Gravação Dance - Electricity, Silk City, Dua Lipa, Diplo e Mark Ronson

Melhor Álbum Dance/Eletrônico - Woman Worldwide, Justice

Melhor Álbum Contemporâneo Instrumental - Steve Gadd Band, Steve Gadd Band

Melhor Performance Rock - When Bad Does Good, Chris Cornell

Melhor Performance de Metal - Electric Messiah, High On Fire

Melhor Canção de Rock - Masseduction,  St. Vincent

Melhor Álbum de Rock - From The Fires, Greta Van Fleet

Melhor Álbum de Música Alternativa - Colors, Beck

Melhor Performance de R&B - Best Part, H.E.R. e Daniel Caesar

Melhor Performance de R&B Tradicional - Bet Ain’t Worth The Hand, Leon Bridges

Melhor Música de R&B - Boo’d Up, Ella Mai

Melhor Álbum Urbano Contemporâneo - Everything Is Love, The Carters

Melhor Performance de Rap CantadoThis Is Am - erica, Childish Gambino

Melhor Performance Solo de Country - Butterflies, Kacey Musgraves

Melhor Performance de duo ou Grupo Country - Tequila, Dan + Shay

Melhor Canção Country - Space Cowboy, Kacey Musgraves

Melhor Compilação Para Mídia Visual - The Greatest Showman, Hugh Jackman

Melhor Trilha Sonora Para Mídia Visual - Black Panther, Ludwig Göransson

Melhor Canção Escrita Para Mídia Visual - Shallow, Lady Gaga e Bradley Cooper

Produtor do Ano, Não Clássico - Pharrell Williams

Melhor Clipe Musical - This Is America – Childish Gambino