ENTRETENIMENTO
05/06/2020 10:47 -03 | Atualizado 05/06/2020 11:47 -03

Jornalistas negros falam sobre racismo em edição especial do Globo Repórter

Maju Coutinho, Gloria Maria, Heraldo Pereira, entre outros, discutem a questão racial e contam casos em que sofreram preconceito.

Em meio à onda de protestos contra o racismo nos Estados Unidos e outros países pelo mundo, impulsionados pelo assassinato do segurança negro George Floyd por policiais em Mineápolis (EUA), o Globo Repórter reúne jornalistas negros da Globo para discutir sobre o assunto em uma edição especial do jornalístico, na noite desta sexta (5). 

Além de reexibir um painel do programa Em Pauta, da GloboNews, que contou com a participação de Heraldo Pereira, Maju Coutinho, Aline Midlej, Flávia Oliveira, Zileide Silva e Lilian Ribeiro, o Globo Repórter marca a volta de Gloria Maria, em participação especial.

A apresentadora, que divide a função no Globo Repórter com Sandra Annenberg, estava afastada do programa desde 2019, por conta do tratamento de um tumor no cérebro, e teve sua volta ao jornalístico adiada pela morte de sua mãe, no começo de 2020.

Reprodução
Debate entre Heraldo Pereira, Maju Coutinho, Aline Midlej, Flávia Oliveira, Zileide Silva e Lilian Ribeiro no programa Em Pauta, da Globonews.

No debate, os seis jornalistas contam episódios em que tiveram que enfrentar o preconceito racial. “Quem é negro no Brasil, que é negra no Brasil, enfrenta a questão racial todo dia”, diz Heraldo Pereira na chamada da edição especial que adiou o programa sobre o Dia Mundial do Meio Ambiente.

“Começaram brincadeiras, com barulhos de macaco”, conta Maju Coutinho, âncora do Jornal Hoje. “Praticamente fui barrada pelo segurança do condomínio para entrar na área da piscina porque ele achava que eu era uma babá”, conta Aline Midlej, apresentadora da Globonews.

O Globo Repórter sobre racismo será exibido após a novela Fina Estampa, por volta das 22h15.