NOTÍCIAS
01/09/2019 15:55 -03

Furacão Dorian cresce em intensidade e atinge Bahamas com alerta de efeitos 'catastróficos'

Partes da Flórida, nos Estados Unidos, são evacuadas.

ASSOCIATED PRESS
Imagem do satélite GOES-16 deste domingo (1º) mostra furacão Dorian sobre o Oceano Atlântico.

O furacão Dorian ganhou intensidade e tornou-se a mais forte tempestade a atingir o noroeste das Bahamas pelos registros modernos. A expectativa dos meteorologistas é de que fique nas ilhas por até dois dias, causando chuvas torrenciais, elevadas ondas e ventos, enquanto partes da Flórida, no sul dos Estados Unidos, também foram evacuadas.

O Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC) disse que o Dorian superou o Abaco ao se tornar uma tempestade de categoria 5 neste domingo (1º), com ventos máximos sustentados de 285 km/h e rajadas de mais de 322 km/h.

Embora alguns moradores tenham ido para Nassau e outros lugares dias atrás, entre 200 e 300 pessoas estão enfrentando a tempestade em Great Guana Cay, onde a energia já foi cortada e os meteorologistas preveem até 61 cm de chuva e tempestades.

“Outro dia, o primeiro-ministro saiu e disse que todos nas Ilhas de Abaco deveriam sair”, disse o morador Tom Creenan por telefone. “Mas não há para onde ir.”

“Este é o furacão mais forte já registrado nas Bahamas”, disse Creenan. “Eu cresci na Flórida, então já passei pelo Andrew.”

O furacão Andrew atingiu o leste da Flórida em 1992 como uma tempestade de categoria 5, destruindo a cidade de Homestead.

ASSOCIATED PRESS
Yolande Rolle utiliza sacos de areia para impedir invasão da água das tempestades causadas pelo furacão Dorian em Grand Bahama, nas Bahamas.

Depois de percorrer as Bahamas, o Dorian deve se dirigir para o noroeste em direção à Flórida, com o NHC, com sede em Miami, elevando seu alerta neste domingo para partes da costa leste do estado devido à tempestade tropical.

Com esses avisos e a tempestade se intensificando, os municípios vizinhos de Palm Beach e Martin exigiram a evacuação obrigatória de alguns moradores, incluindo aqueles em residências móveis, ilhas-barreira e áreas baixas. Outros municípios da costa anunciaram evacuações voluntárias.

Embora não haja expectativa de que o Dorian atinja a Flórida, o NHC alertou os moradores para que fiquem em alerta e disse que “um desembarque [do Dorian] na Flórida ainda é uma possibilidade”.

As comunidades mais ao norte da Geórgia e da Carolina do Sul aumentaram os níveis de alerta no sábado, com os moradores enchendo sacos de areia enquanto as autoridades testavam a infraestrutura e os furacões.

Embora o Dorian possa poupar os Estados Unidos de um impacto direto, o NHC alertou que a tempestade, categoria 5 na Escala de Vento Saffir-Simpson, de cinco etapas, pode impactar milhões da Flórida às Carolinas do Norte e do Sul com fortes ventos e ondas.

ASSOCIATED PRESS
Rajadas de vento são detectadas em Grand Bahama, nas Bahamas, neste domingo (1º), como consequência da tempestade do furacão Dorian.

O presidente dos EUA, Donald Trump, alertou neste domingo que a tempestade provavelmente afetaria da costa leste da Flórida à Carolina do Norte.

“Além da Flórida, Carolina do Sul, Carolina do Norte, Geórgia e Alabama provavelmente serão atingidos muito mais fortemente do que se previa. Está parecendo um dos maiores furacões de todos os tempos. Já é categoria 5”, escreveu ele no Twitter. “Tenham cuidado. Deus abençoe todos”, completou em caixa alta.

A Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (FEMA) está transferindo alimentos, água e geradores para o sudeste dos Estados Unidos, disse o administrador interino Peter Gaynor.

“Quando se trata de resposta, estamos mais do que prontos para lidar com qualquer coisa que o Dorian nos entregue este ano, ou qualquer outra tempestade que possa ocorrer nesta temporada”, disse ele à CNN.

A maioria dos turistas que planejavam deixar as Bahamas saiu antes de o aeroporto principal fechar na sexta à noite.

Jeffrey Simmons, vice-diretor do departamento de meteorologia das Bahamas, disse que o Dorian causará períodos prolongados de grandes ondas e tempestades ao longo da costa norte de Grand Bahama e da costa norte e leste de Abaco.

LUCY WORBOYS via Getty Images
"O olho do furacão desse furacão catastrófico vai atingir as ilhas Abaco com ventos devastadores", disse o NHC.

Os possíveis danos às Bahamas causados pelo Dorian podem ser exacerbados pelo fato de que seu movimento para o oeste deve desacelerar, mantendo-o sobre as ilhas por mais tempo e “prolongando seus efeitos catastróficos”, informou o NHC neste domingo.

“Isso [velocidade dos ventos] está vinculado à mais forte chegada de um furacão do Atlântico sobre a terra que se tem registro desde o furacão do Dia do Trabalho de 1935”, detalhou o Centro Nacional de Furacões dos EUA.

O primeiro-ministro das Bahamas, Hubert Minnis, pediu aos moradores de Abaco e Grand Bahamas que se dirigissem à ilha principal para escapar da tempestade, que definiu como “devastadora e perigosa”.

“Quero que você se lembre: casas, moradias, estruturas podem ser substituídas. Vidas não podem ser substituídas”, disse ele em entrevista coletiva no sábado, acrescentando que 73.000 pessoas e 21.000 casas estão em risco com a tempestade.

Enquanto isso, uma nova tempestade tropical se formou a sudoeste do México e deve se tornar um furacão na segunda-feira. A tempestade tropical Juliette está a 735 km de Manzanillo, no México, com ventos máximos sustentados de 75 km/h, disse o NHC no domingo.