COMIDA
29/08/2019 02:00 -03

Estudo sugere que comer frituras pode piorar câncer de cólon e colite

“Pessoas com inflamações do cólon ou câncer devem consumir menos fritura”, sugeriu coautor do estudo.

Óleo vegetal usado para fritura de alimentos pode estar relacionado à doença inflamatória intestinal e câncer de cólon. 

Um novo estudo publicado no Cancer Prevention Research foi um dos primeiros a examinar o impacto do consumo de frituras no intestino, como a propensão a colite e câncer de cólon. 

Cientistas da Universidade de Massachusetts Amherst, nos Estados Unidos, sugerem que a ingestão de frituras pode promover ou piorar problemas de cólon. 

Para seus experimentos, pesquisadores utilizaram camundongos de laboratório. Eles consumiram alimentos fritos em óleo de canola.

Foi escolhido o óleo de canola porque é o óleo mais utilizado por americanos para a fritura de alimentos. 

gilaxia via Getty Images
Óleo de canola é o mais usado para fritura nos EUA.

Os pesquisadores também analisaram o óleo utilizado para frituras e constataram que ele sofre uma série de reações químicas durante o processo de fritura. Foram analisados os ácidos graxos, o nível de ácidos graxos livres e o estado de oxidação. 

Uma mistura de óleo de fritura e óleo fresco foi adicionada à dieta em pó a um grupo de camundongos. Outro grupo de ratos recebeu uma outra dieta em pó com apenas óleos frescos misturados.

Os pesquisadores analisaram os efeitos das dietas para a inflamação do cólon e para o surgimento e crescimento de tumor do cólon. Foi constatado que a dieta com óleo de fritura piorou todas as condições.

“Tentamos imitar a dieta do ser humano”, contou um dos autores do estudo, Guodong Zhang. “Os camundongos que seguiram dieta com óleo de fritura tiveram tumores duas vezes maiores do que o grupo que consumiu óleos frescos.”

A hipótese é de que a oxidação de ácidos graxos poliinsaturados, que ocorre quando o óleo é aquecido, tem efeitos inflamatórios e pode piorar a colite e outras doenças do intestino. 

“Pessoas com inflamações do cólon ou câncer devem prestar atenção nisso”, alertou Zhang, enfatizando que isso não significa que ”óleo de fritura causa câncer”. 

Pesquisadores agora esperam mais estudos para embasar as descobertas e ampliar a compreensão dos impactos do óleo de fritura sobre a saúde humana.

“Para indivíduos com ou propensos a doenças inflamatórias intestinais, provavelmente é uma boa ideia comer menos frituras”, aconselha Guodong Zhang.