NOTÍCIAS
10/02/2019 16:26 -02 | Atualizado 10/02/2019 16:26 -02

As imagens da homenagem da torcida do Flamengo aos 'garotos do Ninho'

Incêndio no alojamento do clube matou 10 jogadores da categoria de base na última semana.

Associated Press
Torcedores se reúnem em passeata na frente da sede do Flamengo, na Gávea, no Rio de Janeiro.

No lugar do canto, uma oração. Ao invés da competitividade, a solidariedade.

A torcida do Flamengo ― considerada a maior do Brasil ― se reuniu neste fim de semana em frente à sede do clube na Gávea, no Rio de Janeiro, para homenagear os 10 jovens mortos no incêndio que atingiu o centro de treinamento do time na última sexta-feira (8).

O incêndio que atingiu as instalações do Ninho do Urubu, como é chamado o Centro de Treinamentos Presidente George Helal, do Flamengo, na madrugada de sexta-feira (8), matou 10 jovens e deixou pelo menos 3 feridos, que seguem internados no hospital, um deles em estado grave. 

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, classificou o desastre como “a maior tragédia pela qual o clube já passou nos seus 123 anos”. A Polícia Civil informou que concluiu a perícia do local e abriu inquérito para apurar quem foram os responsáveis pelo incêndio. 

A 5ª Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude, do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), instaurou procedimento administrativo para apurar responsabilidades do Flamengo no tratamento aos adolescentes das categorias de base.

Segundo o vice-governador do Rio, Cláudio Castro, que esteve no local na sexta-feira, a principal suspeita no momento é de que uma pane no aparelho de ar-condicionado do alojamento tenha causado o incêndio.

“O que nós sabemos até agora é o que a perícia do Corpo de Bombeiros nos falou ―falou a alguns dos empregados do Flamengo― que o problema começou no ar condicionado e ninguém pode garantir por que que começou no ar condicionado”, disse Reinaldo Belotti, CEO do clube, no sábado (9).

Em vídeos publicados nas redes sociais, a torcida, despida de rivalidade, chegou a deixar o silêncio e o luto de lado para cantar em homenagem aos “garotos do Ninho”:

No momento da passeata, no sábado (9), seria realizado jogo entre Flamengo e Fluminense, no Maracanã. Mas, por conta da tragédia, as semifinais do Campeonato Carioca foram adiadas. Torcedores deram um abraço em torno do clube e, também, em volta do estádio.

Pelos outros campeonatos estaduais, todos os jogos deste fim de semana tiveram um minuto de silêncio em homenagem às vítimas.

Segundo o Globo Esporte, na rodada do Paulistão, os jogadores da Ponte Preta e do São Paulo, entraram em campo com uma faixa preta em um dos braços. Já os jogadores do Santos usaram uma fita rubro-negra no braço.

Já em Poços de Caldas (MG), no jogo entre Caldense e Atlético-MG, várias camisas do Flamengo foram vistas nas arquibancadas. Em Recife (PE), “força, Flamengo”, estampavam as camisas dos jogadores do Santa Cruz.

E teve homenagem fora do Brasil. No campeonato francês, antes do jogo entre Paris Saint-Germain (time que o craque brasileiro Neymar joga atualmente) e Bordeaux, um escudo do Flamengo apareceu no telão do Parque dos Príncipes.

O jogo entre Flamengo e Fluminense será realizado na próxima na quinta-feira (14) e será marcado por homenagens. Em um dos vídeos da passeata no Rio de Janeiro, torcedores entoam o nome de cada uma das vítimas:

 

Veja mais imagens da homenagem da torcida do Flamengo às vítimas:

ASSOCIATED PRESS
ASSOCIATED PRESS
ASSOCIATED PRESS
FERNANDO SOUZA via Getty Images
FERNANDO SOUZA via Getty Images
FERNANDO SOUZA via Getty Images
FERNANDO SOUZA via Getty Images
FERNANDO SOUZA via Getty Images