NOTÍCIAS
19/03/2020 18:37 -03 | Atualizado 19/03/2020 18:42 -03

Familiares de pessoas com sintomas de gripe terão atestado por 14 dias

Medida anunciada pelo Ministério da Saúde foi motivada por transmissão do novo coronavírus por pessoas assintomáticas. Brasil já conta 621 casos e 7 mortes.

Familiares de pessoas com sintomas de gripe receberão atestado em postos de saúde para poder ficar 14 dias em isolamento. A medida foi adotada para frear o contágio pelo novo coronavírus e anunciada nesta quinta-feira (19) pelo Ministério da Saúde. Alguns dos sintomas de gripe e de covid-19 são semelhantes, como febre e tosse seca.

Há 621 casos confirmados e 6 mortes em todo o País, segundo balanço divulgado pelo ministério nesta quinta. O número de infectados era de 428 na quarta-feira (18). Foi um aumento de 45% dos casos em apenas um dia. 

A conta do Ministério da Saúde não inclui a sétima morte causada pela doença, confirmada pela rede de hospitais Prevent Senior, em São Paulo. No estado, onde foram registrados 5 óbitos, a taxa de letalidade é de 1%.

De acordo com a pasta, o Brasil tem “transmissão sustentada” da doença em ao menos 6 estados: São Paulo, Pernambuco, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. Quando se fala em transmissão comunitária, significa que não é mais possível saber a cadeia de transmissão do vírus.“À exceção da região Amazônica, todas as outras regiões têm aumentos sistemáticos [de casos da doença] em bloco”, disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. 

O titular do primeiro escalão do governo de Jair Bolsonaro também respondeu às críticas sobre atraso na divulgação dos números de contágio e o fato de as pessoas assintomáticas não fazerem teste. “O Brasil vai trabalhar com os números verdadeiros, aqui vai ser bem científico”, enfatizou.

De acordo com Mandetta, “para cada um dos confirmados deve ter um número de não confirmados” e os registros atuais são só a “ponta do iceberg”. “Estamos no pé da montanha. Como o vírus tem 14 dias, o que fizemos 14 dias atrás é o que reflete hoje”, completou, em referência ao período máximo de incubação do novo coronavírus. 

Sean Gallup via Getty Images
O Brasil tem “transmissão sustentada” da covid-19 em ao menos 6 estados: São Paulo, Pernambuco, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. 

Com o grande número de pessoas sintomáticas, a recomendação do governo federal é que o teste laboratorial fique restrito a casos graves. Quanto aos casos leves, que poderiam ser diagnosticados de modo clínico, no nível individual, saber se é covid-19 não faz diferença para o tratamento. 

Quem tem sintomas leves deve evitar hospitais, para não sobrecarregar a rede pública. A orientação é procurar postos de saúde, se necessário.

O Ministério da saúde também informou nesta quinta que pessoas com febre e tosse ou dor de garganta ou dificuldade respiratória receberão máscaras nos postos de saúde e serão encaminhadas a uma sala para isolamento respiratório.

Apesar do avanço do coronavírus nesta semana, ainda não houve uma explosão em território nacional, o que poderia sobrecarregar o sistema de saúde.

Mesmo com a alta capacidade de disseminação do novo coronavírus, em cerca de 80% dos casos de contaminação, os sintomas aparecem de forma leve. Menos de 5% dos casos evoluem para um quadro grave. A principal preocupação é com idosos e pessoas com doenças crônicas. Em infectados com menos de 50 anos, a taxa de mortalidade é de menos de 1%.

Por esse motivo, também devem ficar em isolamento, em casa, pessoas acima de 60 anos, que fazerem parte do grupo de risco. Elas devem editar contato com outras pessoas.