COMPORTAMENTO
31/07/2019 02:00 -03

Por que falamos durante o sono? Eis tudo o que você precisa saber

Falar no sono não costuma ser um problema, mas alguns casos merecem atenção.

jemastock via Getty Images

Se você já dividiu uma cama ou dormiu perto de outra pessoa, são grandes as chances que já tenha ouvido alguém falar durante o sono. Ou talvez você tenha descoberto que você mesmo fala enquanto dorme.

Quase dois terços das pessoas já falaram no sono, segundo o estudo Prevalência de diferentes parassonias na população geral, de 2010. Alguns balbuciam coisas sem sentido, outros fazem monólogos cativantes e até mesmo mantêm conversas complexas. 

Apesar de não sabermos exatamente por que falamos durante o sono, especialistas afirmam que, na maioria das vezes, essas “conversas” noturnas não devem ser motivo de preocupação. Dito isso, falar no sono também pode ser sinal de algum problema mais grave.

Eis o que você precisa saber:

Não existem muitas pesquisas sobre o assunto

Antes de entrar nos detalhes, vale a pena mencionar que não se sabe muito a respeito sobre a fala durante o sono – também conhecida como sonilóquio.

A questão costumava ser listada como uma parassonia (uma tipo de distúrbio do sono) na Classificação Internacional de Transtornos do Sono, mas recentemente foi reclassificada como uma ocorrência normal.

Como não se trata oficialmente de um distúrbio, não há demanda por pesquisas, diz Rafael Pelayo, especialista em sono do Sleep Medicine Center da Stanford Health. Portanto, falar no sono segue sendo um campo basicamente não-estudado e não compreendido.

PeopleImages via Getty Images

O que você diz enquanto dorme em geral não faz nenhum sentido

Falar durante o sono não reflete suas memórias ou comportamentos de quando você estava acordado, segundo a Classificação Internacional de Transtornos do Sono. Então, se você teve um dia ruim no trabalho ou está lidando com problemas familiares, provavelmente não vai fala disso enquanto estiver dormindo.

Isso é importante porque quem fala dormindo às vezes diz coisas malucas durante a noite – que podem ser alarmantes ou desconcertantes para quem ouvir. Pelayo já viu pessoas sendo acusadas de infidelidade por causa de algo, ou de algum nome, mencionado durante o sono do parceiro.

Que fique claro, então: as palavras que saem da boca de uma pessoa dormindo não têm sentido.

A idade em que você começa a falar dormindo é importante

Isso é provavelmente o mais importante: a idade que você tem quando começa a falar durante o sono tem muito a ver com o que está acontecendo.

Se você fala dormindo a vida toda, não há com o que se preocupar. O fenômeno é muito comum entre crianças e adolescentes – cerca de 50% das crianças entre três e dez anos de idade falam enquanto dormem.

“Se você falava dormindo quando era criança, não se preocupe”, diz Pelayo. Não é preciso correr para o médico.

Além disso, as pessoas tendem a descobrir que falam dormindo quando passam dos 20 anos – que é a idade em que passam a dividir uma cama ou um quarto. Isso não significa necessariamente que elas tenham começado a falar só nessa época, mas sim que alguém finalmente se deu conta.

Mas, se você tem cerca de 50 anos ou mais e de repente começa a falar dormindo, pode se tratar de um sinal de doença, como mal de Parkinson ou demência. Nessa faixa etária, falar durante o sono poderia essencialmente indicar que há algo errado com o cérebro, afirma Pelayo.

Bambu Productions via Getty Images

Falar durante o sono costuma ser confundido com outros distúrbios do sono

Falar enquanto dorme não é a mesma coisa que outros distúrbios do sono. Se você começar a gritar à noite ou a fazer aquilo que está sonhando, provavelmente trata-se de outro problema.

Algumas pessoas sofrem de terrores noturnos, que se manifestam como gritos lancinantes e muita movimentação na cama. Se você está gemendo durante o sono, podem sofrer de um transtorno relacionado à apneia do sono.

Quem sofre de síndrome do estresse pós-traumático também pode ter vocalizações frequentes durante o sono, dizendo ou gritando enquanto sonha.

Estresse, ansiedade e depressão também podem provocar o sonilóquio, diz James Rowley, chefe da divisão de medicina do sono do Detroit Medical Center.

“Se a fala noturna é associada a pesadelos ou sonhos ruins recorrentes, ronco ou apneia, talvez seja o caso de procurar um médico”, diz Rowley. “Em alguns casos, talvez você tenha de ser submetido a um exame específico, como um polissonograma (exame que testa e avalia a qualidade do sono), para determinar se você tem algum transtorno do sono.”

Dito isso, provavelmente não há motivos para preocupação. “É importante ressaltar que para a imensa maioria das pessoas, falar durante o sono é inócuo”, observa Rowley.

Falar durante o sono raramente afeta o “falante” – na realidade, a inconveniência maior é para quem escuta. Se for o seu caso, invista em tapa-ouvidos e lembre-se sempre que seu companheiro de cama está só dizendo um monte de coisas sem sentido.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.