NOTÍCIAS
21/11/2020 13:48 -03

Morto em loja do Carrefour, João Alberto Silveira Freitas é enterrado em Porto Alegre

Parentes e amigos clamam por justiça no enterro do homem negro de 40 anos espancado até a morte em Porto Alegre.

Reuters Photographer / Reuters
Parentes e amigos no enterro de João Alberto Silveira Freitas, homem negro de 40 anos assassinado em uma loja do Carrefour em Porto Alegre.

Assassinado por dois seguranças de uma loja da rede de supermercados Carrefour em Porto Alegre na noite de quinta (19), João Alberto Silveira Freitas, um homem negro de 40 anos, foi enterrado na manhã deste sábado (21). Freitas era aposentado por invalidez após fraturar dois dedos e o fêmur enquanto trabalhava no Aeroporto Salgado Filho.

Acompanhado por sua noiva, a cuidadora de idosos Milena Borges Alves, de 43 anos, o pai, João Batista Rodrigues Freitas, de 65, outros parentes e amigos, o caixão de João Alberto seguiu em cortejo coberto com a bandeira de seu time de coração, o São José, pequeno time de futebol da capital gaúcha que é conhecido pelo apelido de Zequinha. 

Segundo informou a Folha de S. Paulo, além da homanagem ao clube, o corpo de João Alberto também ganhou a companhia da aliança de noivado. Ele e Milena iriam se casar no começo de dezembro.

No velório, um dos três filhos de João Alberto, Thais Alexia Amaral Freitas, de 22 anos, lembrou que o pai também estava muito feliz com o nascimento de uma neta.

De acordo com a Folham uma pessoa que participava do sepultmento carregava um pequeno cartaz com os dizeres: “Exigimos justiça para Beto” e “Vidas negras importam”.