NOTÍCIAS
12/01/2020 09:28 -03 | Atualizado 13/01/2020 14:04 -03

Embaixador britânico detido nega participação em protestos contra Teerã

Representante do Reino Unido no Irã foi libertado 1h depois. Neste domingo, governo iraniano o convocou para prestar esclarecimentos.

O embaixador do Reino Unido no Irã, Rob Macaire, cuja detenção em Teerã foi denunciada por Londres, negou ter participado de qualquer manifestação contra as autoridades, como anunciou a imprensa iraniana.

“Posso confirmar que não participei de qualquer manifestação”, disse Macaire no Twitter.

Majid Saeedi via Getty Images
População se reuniu no sábado, dia 11 de janeiro de 2020, em uma vigília na Universidade Amri Kabir, em Teerã, onde algumas das 176 vítimas do avião abatido erroneamente pelo Irã eram estudantes.

 

“Fui a um evento anunciado como uma vigília pelas vítimas da tragédia [do voo] #PS752” da Ukraine International Airlines, abatido na quarta-feira (8) perto de Teerã, disse Macaire, acrescentando que abandonou o local cinco minutos depois, quando algumas pessoas começaram a lançar slogans contra as autoridades iranianas.

É “normal querer prestar uma homenagem”, continuou Macaire, levando em conta que “algumas vítimas eram britânicas”.

Neste domingo (12), o Irã convocou o diplomata para se queixar de sua participaçãona manifestação, considerada “ilegal” pelas autoridades. “Hoje, Rob Macaire foi convocado devido a seu comportamento não convencional de participar de uma manifestação ilegal no sábado”, afirmou o Ministério das Relações Exteriores do Irã em seu site oficial.

Neste sábado (11), Teerã assumiu a responsabilidade pela tragédia na qual 176 pessoas morreram e que provocou uma onda de indignação no Irã, depois de ter negado várias vezes a tese de que o avião teria sido atingido por um míssil.

O avião caiu pouco depois que o Irã lançou ataques com mísseis contra alvos dos Estados Unidos no Iraque em retaliação pelo assassinato de Qassem Soleimani, comandante da Força Quds da Guarda, pelos EUA no Iraque. O Irã esperava represálias dos EUA.

Ontem à noite, o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, Dominic Raab, anunciou que Macaire tinha sido detido, mas não deu mais detalhes. “A detenção do nosso embaixador em Teerã, sem fundamento ou explicação, é uma violação flagrante da legislação internacional”, declarou.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, o embaixador foi detido por ter supostamente “incitado” manifestantes em Teerã, que demonstravam a sua raiva depois da catástrofe com elevado número de vítimas iranianas.

O embaixador foi libertado uma hora depois de ser detido, segundo o jornal.

Com Agência Brasil e Reuters