ENTRETENIMENTO
25/06/2020 08:48 -03

'...E o Vento Levou' retorna ao catálogo da HBO MAX com o devido contexto histórico

Plataforma adicionou dois curtas que reconhecem que o filme retrata o sul dos EUA sem reconhecer a brutalidade da escravidão.

E o vento não levou mais ...E o Vento Levou (1939) da HBO Max. A nova plataforma de streaming - ainda não disponível no Brasil - havia retirado o clássico vencedor do Oscar de 1940 de seu catálogo no início do mês de maio depois de ter sido criticada por promover um filme que glorificava um período trágico da história americana, a escravidão.

Porém, na nota em que comunicou a retirada de ...E o Vento Levou de seu catálogo, a HBO prometeu que o filme retornaria à plataforma acompanhado de material que dariam o devido contexto histórico ao clássico. E foi o que aconteceu nesta quarta (24).

De acordo com a Variety, para acompanhar o filme dirigido Victor Fleming, a HBO Max lançou dois novos vídeos que dão contexto histórico a ...E o Vento Levou.

O primeiro é um vídeo de quatro minutos e meio com a apresentadora e estudiosa de cinema Jacqueline Stewart, do canal TCM, que explica que a representação dos negros no filme era controversa, mesmo em 1939.

Embora o produtor David O. Selznick tenha prometido à comunidade afro-americana que...E o Vento Levou seria sensível às suas preocupações, Stewart reconhece que o produto final descreve “o sul escravagista como um mundo de graça e beleza, sem reconhecer as brutalidades do sistema de escravidão em que se baseava.”

Ela também ressalta na introdução que os atores negros do filme não estavam autorizados a participar da estréia do filme na cidade de Atlanta e que Hattie McDaniel não estava autorizada a sentar-se com seus colegas de elenco no Oscar, mesmo com ela ganhando a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante.

A outra nova adição é uma discussão de uma hora chamada O Complicado Legado de ...E o Vento Levou, que foi gravada no TCM Classic Film Festival em abril de 2019 e moderado pelo autor e historiador Donald Bogle.

A remoção de..E o Vento Levou da HBO Max conseguiu irritar muitos conservadores, incluindo o presidente Donald Trump, que usou a decisão de também se queixar do drama sul-coreano Parasita, que ganhou o Oscar de melhor filme deste ano.

Charlotte Clymer, do grupo de defesa dos direitos LGBTQ, Human Rights Campaign, chamou as observações do presidente de “o apito mais canino que já assobiou”.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.