ENTRETENIMENTO
19/10/2019 05:00 -03

'Chegou na hora certa', diz Leonardo Sbaraglia sobre trabalhar com Almodóvar

Protagonista de uma das cenas mais bonitas de 2019, em "Dor e Glória", o ator argentino fala de sua admiração pelo cineasta.

Divulgação
Antonio Banderas e Leonardo Sbaraglia em Dor e Glória, de Pedro Almodóvar.

Leonardo Sbaraglia pode não ser tão conhecido no Brasil quanto Ricardo Darín, mas foi contracenando com seu compatriota em um mesmo filme, Relatos Selvagens (2014), que seu rosto passou a ser reconhecido por aqui.

Mas engana-se quem acha que Sbaraglia é uma estrela em ascensão. O ator de 49 anos tem uma carreira longa e sólida não apenas na Argentina, mas também na Espanha, país em que viveu no começo da década de 2000 e onde emplacou grandes sucessos e ganhou dois Goyas (o Oscar espanhol). Um de melhor ator revelação com Intacto (2001) e um de melhor ator coadjuvante com Salvador (2006).

Porém, mesmo com esses filmes premiados na Espanha, ele realizou um de seus sonhos como ator mais de uma década depois, já definitivamente de volta à Argentina: trabalhar com Pedro Almodóvar

“Sempre sonhei em trabalhar com Almodóvar. Desde que era bem jovem. Vivi na Espanha por oito anos e nunca tive a chance de trabalhar com ele. E, quando já havia voltado à Argentina, aparece essa oportunidade. São aquelas coisas que você nem esperava mais, mas que parecem que estão escritas”, disse Sbaraglia com exclusividade ao HuffPost.

“Mas chegou na hora certa. Foi uma experiência que chegou no melhor momento da minha vida. Não por que eu seja um ator melhor agora, mas por ter mais experiência de vida mesmo. Eu acredito que é a pessoa que tem de estar preparada para passar por certas experiências, não o ator”, completou.

De passagem por São Paulo para promover mais um filme internacional em seu currículo, Wasp Network, do diretor francês Olivier Assayas, Sbaraglia se derrete ao falar de sua participação em Dor e Glória, um drama semibiográfico do famoso cineasta espanhol que é apontado por muitos críticos como um de seus melhores filmes da carreira e um dos grandes títulos de 2019. 

A admiração de Sbaraglia por Almodóvar é tão grande que ele postou em seu conta no Instagram uma foto sua com diretor espanhol autografada.

“Tenho uma grande gratidão por Pedro [Almodóvar] por ter me chamado para esse filme. A experiência de trabalhar com ele e [Antonio] Banderas foi extraordinária”, contou ao HuffPost.

Aliás, falando em Antonio Banderas, protagonista de Dor e Glória, que lhe rendeu o prêmio de melhor ator no Festival de Cannes, uma das cenas mais impactantes (se não a mais) do filme acontece entre ele, como o doente diretor Salvador Mallo, e Sbaraglia, que faz Federico Delgado, um antigo namorado de Mallo que retorna de um passado distante.

Nela, Mallo e Delgado, que é argentino e volta à Espanha muitos anos depois de seu relacionamento com o cineasta, têm um diálogo maravilhoso. O momento da despedida dos dois então... É, certamente, uma das cenas mais tocantes do ano. 

“Essa cena aconteceu de forma tão simples e espontânea. Quando essa simplicidade, em todos os sentidos, do sentimento, da sensibilidade, da humanidade, do amor, transparece no filme, ele se transforma em algo especial. Esse filme é especial, e não apenas para mim”, concluiu o ator.