NOTÍCIAS
18/12/2019 18:36 -03 | Atualizado 19/12/2019 12:04 -03

Trump é ameaça aos EUA, afirma Nancy Pelosi em votação sobre impeachment na Câmara

Debate histórico sobre o processo de impeachment contra o presidente Donald Trump teve início nesta quarta-feira (18).

ASSOCIATED PRESS
Manifestantes protestam durante o debate na Câmara dos Deputados sobre os artigos de impeachment contra o presidente Donald Trump.

A presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, qualificou o presidente Donald Trump como uma “ameaça contínua à democracia norte-americana”. Debate histórico sobre o processo de impeachment contra o presidente republicano teve início nesta quarta-feira (18).

Controlada pelos democratas, a Câmara iniciou um debate planejado para durar seis horas. A sessão deu atenção às duas acusações formais contra o presidente, decorrentes das ações de Trump em relação à Ucrânia ― Trump é acusado de pressionar o presidente Volodymyr Zelensky, a investigar negócios da família de Joe Biden no país do Leste Europeu. Biden é um dos candidatos do partido democrata às eleições presidenciais de 2020. Trump é acusado de obstruir as investigações sobre o caso no Congresso Nacional.

Por ordem, o tempo de discussão foi fracionado igualmente entre os dois partidos, republicano e democrata, sem direito a emendas. Caso a decisão seja a favor do processo, Trump pode se tornar o terceiro presidente norte-americano a responder por um processo de impeachment: Andrew Johnson e Bill Clinton foram os únicos cassados pela Câmara historicamente. Ambos foram absolvidos pelo Senado.

“Hoje estamos aqui para defender a democracia para o povo”, disse Pelosi, a democrata mais graduada do Congresso, em um discurso no plenário da Câmara depois de ler o juramento de lealdade, o que lhe rendeu aplausos de parlamentares de seu partido.

Enquanto o debate prosseguia, Trump usou o Twitter para rotular os procedimentos a cargo dos democratas como “uma agressão à américa” e ao seu partido.

Em uma série de discursos no plenário da Câmara, republicanos defenderam o presidente e acusaram os democratas de tentarem depô-lo usando um processo injusto e manipulado para anular os resultados da eleição de 2016.

Votações separadas de cada uma das acusações devem ocorrer ainda no início da noite desta quarta-feira (18) e seguir os alinhamentos partidários ― democratas a favor e republicanos contra.

“Se não agirmos agora, estaríamos negligenciando nossa função. É trágico que as ações irresponsáveis do presidente tornem o impeachment necessário”, acrescentou Pelosi.

ASSOCIATED PRESS
A presidente da Câmara dos Deputados Nancy Pelosi, no caminho da Câmara dos Deputados, para debate sobre as acusações de impeachment contra Trump.

“Ele não nos deu escolha. O que estamos debatendo hoje é o fato estabelecido de que o presidente violou a Constituição. É um fato que o presidente é uma ameaça contínua à nossa segurança nacional e à integridade de nossas eleições ―a base de nossa democracia”, disse Pelosi.

Depois de Pelosi, o deputado Doug Collins, o republicano mais graduado do Comitê Judiciário da Câmara, disse:

“Este é um impeachment baseado na suposição. Isto também é basicamente um impeachment testado em pesquisas sobre o que realmente convence o povo americano... Justo é que não é. Sobre a verdade é que não é.”