ENTRETENIMENTO
20/05/2019 00:32 -03 | Atualizado 20/05/2019 13:16 -03

10 séries da HBO para ver depois do fim de 'Game of Thrones'

Catálogo da rede possui algumas das melhores séries dos últimos 20 anos.

Divulgação/Montagem
'Família Soprano', 'A Escuta', 'Big Little Lies', 'A Sete Palmos'... Ótimas opções de outras séries não faltam.

Chegou o dia. Game of Thrones acabou. E agora, o que ver depois do último episódio da série que parou o mundo no domingo (19)?

Mesmo muita gente reclamando (com razão) da HBO Godurante as transmissões dos episódios de GoT, que tal aproveitar o serviço para ver outras produções incríveis da rede de TV por assinatura?

A HBO produziu algumas das melhores séries dos últimos 20 anos e agora que você está órfão de Game of Thrones, pode começar a assistir uma (ou algumas) delas.

Selecionamos aqui 10 séries para você ver depois do fim de GoT:

  • Família Soprano
    Família Soprano
    Divulgação
    No topo da maioria das listas sobre as melhores séries de todos os tempos, Família Soprano é o marco zero da era de ouro dos seriados. Foi a primeira vez que uma produção feita para a TV ganhou o mesmo tratamento de filmes de Hollywood, com grandes orçamentos, roteiristas de primeira e direção caprichada. Além disso, foi aqui que uma figura emblemática das séries nasceu: o anti-herói como protagonista. Tony Soprano (James Gandolfini) foi a grande inspiração para personagens icônicos que surgiram depois dele, como Walter White (Bryan Cranston). Fato confirmado pelo próprio criador de Breaking Bad, Vince Gilligan.
  • A Escuta
    A Escuta
    Divulgação
    A série preferida do ex-presidente dos EUA Barack Obama rivaliza com Família Soprano pelo título de melhor série de todos os tempos. O drama policial passado na pobre e violenta Baltimore fez algo que nenhuma outra produção de TV conseguiu até hoje: se aprofundar em um assunto por todas as suas 5 temporadas. As questões decorrentes do tráfico de drogas são o mote de A Escuta, que mostrou cada aspecto desse problema, desde a criminalidade que atinge com força a comunidade negra da cidade, passando pela corrupção no porto, as consequências do tráfico nas escolas, as ramificações políticas e o papel da imprensa nessa equação. Isso tudo intercalado com os diálogos afiados e geniais do criador da série, David Simon (das também ótimas Treme e The Deuce).
  • Big Little Lies
    Big Little Lies
    Divulgação
    O sucesso dessa minissérie baseada no livro homônimo da australiana Liane Moriarty foi tão grande que a produção virou uma série, com a segunda temporada confirmada para estrear no dia 9 de junho. O elenco formado pelas atrizes Reese Witherspoon, Nicole Kidman, Shailene Woodley, Laura Dern e Zoë Kravitz é simplesmente matador. E prepare-se, porque a nova temporada adiciona à essa lista Meryl Streep, como uma personagem que busca a verdade por trás de um crime em que todas essas mulheres de Monterrey, uma rica cidade costeira na Califórnia, estão envolvidas.
  • Deadwood
    Deadwood
    Divulgação
    Uma das grandes apostas da HBO em 2004, a série de faroeste não conseguiu o sucesso que se esperava dela. Mas, com o tempo, ela foi ganhando o status de cult. Muito por conta do retrato realista e sujo de uma pequena cidade que realmente existiu e que, por estar dentro de um território indígena, não respondia às leis do governo americano entre 1876 e 1879, tornando-se o município mais perigoso do país na época. Ian McShane e Timothy Olyphant brilham como o inescrupuloso dono do saloon e o implacável xerife local, respectivamente. Por muitos anos, os fãs pediram por um final, já que a série foi cancelada ao final da terceira temporada sem uma conclusão definida. Em 2019 chega o prometido filme que cumprirá esse papel, com lançamento marcado para o dia 31 de maio.
  • A Sete Palmos
    A Sete Palmos
    Divulgação
    Drama familiar nada convencional, A Sete Palmos mostra os dramas de uma família envolvida no ramo funerário após a morte do pai. A série que revelou Michael C. Hall - que depois brilharia como o serial killer "do bem" Dexter Morgan, de Dexter - deu novas cores ao tradicional formato do melodrama, abordando questões profundas como perda, sexualidade, casamento e famílias disfuncionais como pouco seu viu na TV até hoje.
  • The Knick
    The Knick
    Divulgação
    Quando o diretor Steven Soderbergh (TrafficErin Brockovich - Uma Mulher de Talento) ainda estava firme na ideia de se aposentar do cinema e dedicar-se apenas à TV, ele apareceu com essa inusitada série. Dramas médicos são bem comuns por aí, mas não um ambientado na Nova York da passagem do século 19 para o 20, quando a eletricidade ainda engatinhava e as cirurgias pareciam mais cenas saídas de um filme de terror. O protagonista é o Dr. John W. Thackery (Clive Owen), um cirurgião viciado em cocaína que, além de lidar com seu vício, precisa gerenciar os (muitos) problemas de um hospital e receber um novo colega, o Dr. Algernon Edwards (André Holland) - que é negro e sofrerá muito por conta disso, tanto por parte dos colegas quanto pelos pacientes.
  • Flight of the Conchords
    Flight of the Conchords
    Divulgação
    A dupla formada por Jemaine Clement e Bret McKenzie interpreta uma versão amalucada deles mesmos nessa comédia musical nonsense. Na trama, o duo de músicos neozelandeses Flight of The Conchords tenta sobreviver de sua arte na implacável Nova York, transformando as situações mais inusitadas e ridículas em músicas inesquecíveis como o rap Hiphopopotamus vs. Rhymenoceros, o funk Business Time, a romântica The Most Beautiful Girl (In The Room), entre MUITAS outras.
  • Segura a Onda
    Segura a Onda
    Divulgação
    Co-criador da icônica série de comédia Seinfeld, Larry David (que inspirou a criação do impagável George Costanza, melhor amigo de Jerry Seinfeld) faz uma versão dele mesmo em um mundo paralelo em que ninguém tem filtros para nada. Milionário depois do sucesso de Seinfeld, ele tenta emplacar outros projetos em Los Angeles enquanto se mete nas mais bizarras situações com artistas interpretando eles mesmos e impagáveis personagens ficcionais.
  • Westworld
    Westworld
    Divulgação
    A "ficção científica cabeça" do casal Lisa Joy e Jonathan Nolan (roteirista de filmes de seu irmão mais velho Christopher, como Amnésia, Batman - O Cavaleiro das TrevasInterestelar) é baseada em um filme cult de 1973 de mesmo nome. Mas as semelhanças são bem poucas. Se o filme fica mais na ação, a série vai fundo em reflexões existenciais por parte de robôs de um tipo de parque de diversões para adultos que recria o Velho Oeste americano. Discussões como identidade, pertencimento, sentido da vida, entre outras se misturam a muitos tiros, sangue e corpos nus.
  • High Maintenance
    High Maintenance
    Divulgação
    Originalmente produzida como uma websérie do Vimeo, High Maintenance foi criada pelo casal (hoje separado) Ben Sinclair e Katja Blichfeld. O título foi comprado pela HBO em 2016, que desde lá lançou três temporadas. A trama é bem livre. Ela segue um tipo meio hipster sem nome definido que vende maconha para clientes espalhados por Nova York usando sua bicicleta. Nessas andanças, ele cruza por personagens dos mais variados que são retratados em episódios individuais, variando entre a comédia e o drama com diálogos inspirados e cheios de atitude. Poucas séries teriam a coragem e ousadia de, por exemplo, mostrar todo um episódio na perspectiva de um cachorro.