NOTÍCIAS
25/01/2019 11:33 -02

Em vídeo antigo, Damares diz que holandeses masturbam crianças e gera polêmica no país

Para principal jornal da Holanda, ministra brasileira "conta fábulas sexuais" sobre o país.

ASSOCIATED PRESS

Mais um vídeo antigo da atual ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, está gerando polêmica por seu conteúdo. Desta vez, no entanto, o burburinho chegou à Holanda.

Em uma gravação de uma palestra em 2013, a pastora Damares diz que, na Holanda, é distribuída uma cartilha que ensina os pais a masturbarem seus filhos pequenos e que especialistas defendem a manipulação dos órgãos genitais de crianças a partir de 7 meses de idade.

“Na Holanda, esses especialistas, esses homens que são grandes especialistas, que fizeram não sei quantas universidades, eles ensinam que o menino tem que ser masturbado com 7 meses de idade para que, quando ele chegar na fase adulta, ele possa ser um homem saudável sexualmente, e a menina tem que ter a vagina manipulada desde cedo para que ela tenha prazer na fase adulta, e essa prefeita fez isso”, afirma Damares. 

“Lá na Holanda eles estão até distribuindo uma cartilha ensinando os pais como massagear sexualmente as suas crianças”, completa, no vídeo, que parece ter sido gravado durante uma pregação.

A gravação foi recebida com espanto pela imprensa e por internautas holandeses. O jornal de maior circulação no país, De Telegraaf, publicou uma reportagem na última quinta-feira (24) com o título: “Ministra brasileira conta fábulas sexuais sobre a Holanda”.

Reprodução

 A reportagem disse ter entrado em contato com a assessoria de Damares para falar com a ministra sobre os comentários feitos seis anos atrás, mas não obteve resposta.

O site do canal de notícias RTL Nieuws também publicou uma matéria sobre o vídeo, sob o título “Ministra brasileira: especialistas holandeses recomendam satisfação sexual de bebês”.

Outros vídeos de Damares

Esta não é a primeira vez que um vídeo com declarações de Damares Alves causa polêmica.

Em uma outra gravação de 2013, a hoje ministra lamenta que a igreja evangélica tenha perdido espaço para a ciência na educação das crianças.

“Nós perdemos o espaço na ciência quando nós deixamos a teoria da evolução entrar nas escolas, quando nós não questionamos. Quando nós não fomos ocupar a ciência. A igreja evangélica deixou a ciência para lá e ‘vamos deixar a ciência sozinha, caminhando sozinha’. E aí cientistas tomaram conta dessa área”, diz Damares no vídeo.

Outra gravação polêmica - esta atual, registrada logo após a sua posse como ministra - mostra Damares afirmando que o País inicia uma “nova era” com o governo Jair Bolsonaro (PSL). 

″É uma nova era no Brasil. Menino veste azul e menina veste rosa”, diz a ministra em um momento particular, cercada de apoiadores que a aplaudem. 

Ao jornal O Estado de S. Paulo, a ministra disse que seu objetivo foi fazer uma declaração contra a “ideologia de gênero”. “Fiz uma metáfora contra a ideologia de gênero, mas meninos e meninas podem vestir azul, rosa, colorido, enfim, da forma que se sentirem melhores”, declarou.