NOTÍCIAS
02/07/2020 08:31 -03

Seu tipo sanguíneo pode realmente indicar seu risco de contrair coronavírus?

Especialistas explicam como o tipo sanguíneo pode exercer um papel na covid-19, desde o risco de contrair a infecção até a gravidade da doença.

Parece cada vez mais provável que o sangue do tipo O pode fornecer alguns efeitos protetores contra a covid-19, enquanto o sangue tipo A pode estar ligado ao vírus provocar sintomas mais graves.

Um novo estudo europeu envolvendo 1.980 pacientes com covid-19 revelou que as pessoas do grupo sanguíneo A tinham risco maior que as de outros grupos sanguíneos de serem contaminadas pelo coronavírus e apresentarem sintomas graves. Já as pessoas de sangue tipo O pareceram beneficiar-se de alguma forma de um “efeito protetor”.

Estudos anteriores tiveram resultados semelhantes. Um estudo realizado na China, que está prestes a ser publicado, com 2.173 pacientes com covid-19, concluiu que as pessoas do grupo sanguíneo A têm risco mais alto de contrair o vírus, enquanto pessoas do grupo sanguíneo O correm risco menor.

Outro estudo ainda inédito envolvendo 1.559 pacientes com coronavírus em Nova York descobriu que os pacientes do tipo sanguíneo A tinham probabilidade 30% maior de testar positivo para covid-19 que os dos outros tipos sanguíneos, enquanto os pacientes de sangue O negativo e O positivo tinham chance menor de testar positivo.

Por que isso pode estar acontecendo?

Existem quatro grupos sanguíneos principais:

  • Grupo sanguíneo A, que possui antígenos A na superfície das hemácias, com anticorpos anti-B no plasma.
  • Grupo sanguíneo B, que possui antígenos B com anticorpos anti-A no plasma.
  • Grupo sanguíneo O, que não possui antígenos, mas tem anticorpos tanto anti-A quanto anti-B no plasma.
  • Grupo sanguíneo AB, que possui antígenos A e B, mas não possui anticorpos.

Pesquisas anteriores sobre outras formas de coronavírus constataram que determinados anticorpos ligados ao grupo sanguíneo O ajudam a combater o vírus melhor que outros.

“Foi constatado que pessoas do tipo sanguíneo O provavelmente estão mais protegidas contra o Sars-CoV, em comparação com pessoas do tipo sanguíneo A”, explica Sakthivel Vaiyapuri, professor de farmacologia cardiovascular na Universidade de Reading. “A sugestão dada foi que isso ocorre devido à presença de anticorpos anti-A e anti-B no grupo sanguíneo O.”

Médicos de um hospital de Hong Kong relataram que os anticorpos anti-A são capazes de inibir ou mesmo bloquear a vinculação do vírus com a célula hospedeira, fato que pode oferecer alguma explicação da proteção desfrutada por pessoas do tipo sanguíneo O.

bortonia via Getty Images

Pessoas com sangue tipo A deveriam se preocupar?

Vaiyapuri diz que, embora o novo estudo seja de alta qualidade, ele não proporciona evidências fortes de que o tipo sanguíneo possa levar à covid-19 mais severa.

Ele destacou que ninguém até agora relatou que pessoas do tipo sanguíneo O estejam 100% protegidas contra o vírus ou que as do tipo sanguíneo A sejam 100% vulneráveis. “O fato de o tipo sanguíneo explicar apenas uma pequena porcentagem de proteção ou vulnerabilidade demonstra claramente que existem vários outros fatores associados a esta doença – logo, que são necessárias mais pesquisas para confirmar essa ligação”, diz.

Em relação ao estudo, Danny Altmann, professor do Departamento de Medicina do Imperial College London, disse que “não há muito o que as pessoas possam fazer em termos de modificar comportamentos por saber que correm risco um pouco maior ou menor”. Mas, para ele, a descoberta “abre portas para novas direções a ser seguidas pelas pesquisas médicas e sobre medicamentos, para tentar explicar como o efeito do grupo sanguíneo pode estar funcionando”.

As pessoas com sangue tipo A não devem entrar em pânico, diz Vaiyapure, do mesmo modo que as com sangue tipo O não deve ficar despreocupadas demais. Todos devem continuar seguindo as regras do isolamento: observar o distanciamento social, lavar as mãos frequentemente, não tocar o rosto quando se está em público e usar máscara quando o distanciamento social não for possível.

Ele conclui: “Todos devem seguir as recomendações dadas pelas autoridades de saúde e tomar cuidado extremo para se proteger e proteger aqueles que os cercam”.

Se você não sabe qual é seu tipo sanguíneo, você pode descobrir se for doar sangue. Pergunte ao banco de sangue mais próximo quais são suas opções.

 

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost UK e traduzido do inglês.