Coronavírus leva brasileiros a fazerem mais sexo por mensagens, aponta happn

Pesquisa do app diz que 31% dos usuários passaram pela experiência desde o início do isolamento social.

Como está a sua carência nesta quarentena por causa do coronavírus? Você é daquelas pessoas que está sem nenhum interesse pelos crushs e contatinhos ou está subindo pelas paredes e curtindo tudo que possa te trazer muito prazer mesmo sem ninguém em casa?

Dados de uma pesquisa do aplicativo de relacionamentos happn com mil usuários mostram que os brasileiros estão experimentando muitas novidades neste isolamento social.

31% dos participantes responderam que já praticaram o sexting desde o início do relacionamento, 16% por texto, 10% com ajuda de fotos e 5% com vídeo. Desses usuários, 15% aderiu à prática pela primeira vez.

Caso você esteja se perguntando o que é sexting, eu te ajudo: estamos falando de fazer sexo por mensagens de texto.

Em entrevista sobre relacionamentos durante a quarentena do novo coronavírus para o HuffPost, a psicóloga Denise Rodrigues Gomes disse que as novas relações são um reflexo do momento inesperado em que vivemos: “É uma grande mudança que está acontecendo na vida de todo mundo, então todo mundo tem que se reinventar, principalmente com as relações porque a forma da gente se relacionar está mudando.”

Além de sexting, a pesquisa mostrou quais são os assuntos dos papinhos para conquistar os crushs: os hábitos durante o isolamento são tema de 35% das conversas, 34% falam sobre filmes e séries, 27% sobre a crise causada pela pandemia, 23% de atividades físicas e 22% de músicas.

Quando o assunto é o que dizer na hora de puxar assunto, a psicóloga Denise recomenda que as pessoas falem sobre si mesmas: “Fale sobre o que gosta, o que não gosta, se gosta de ir ao cinema, jogar boliche, correr, andar de bicicleta, o que fazia antes da quarentena começar. Mas pode-se falar de livros, filmes, séries. Por exemplo, você pode combinar de assistir a uma série para discutir um episódio específico”.

O futuro já começou (pelo menos na expectativa das pessoas)

Depois que a quarentena terminar, 62% dos participantes da pesquisa quer um romance novo. E as conversas pelo aplicativo apontam relacionamentos com vínculos mais fortes.

73% dos entrevistados está com vontade de ter um encontro sexual assim que a pandemia acabar. Enquanto isso, 72% estão redescobrindo o prazer consigo mesmo.

A pesquisa do happn foi realizada entre os dias 4 e 11 de maio com 1.117 pessoas.