COMPORTAMENTO
03/06/2019 07:48 -03

Como é ter ansiedade e depressão ao mesmo tempo

Conviver com as duas condições de saúde mental ao mesmo tempo não é incomum – mas é tratável.

Caiaimage/Paul Bradbury via Getty Images

Tanto a depressão quanto a ansiedade têm seus conjuntos próprios de sintomas e desafios. E, como se viver com uma dessas condições já não fosse frustrante o suficiente, pesquisas também revelam que não é incomum alguém sofrer as duas simultaneamente.

“Infelizmente não é raro as pessoas apresentarem ansiedade e depressão juntas. Quase metade das pessoas diagnosticadas com um desses problemas também recebe o diagnóstico do outro”, disse Chad Perman, terapeuta conjugal e familiar de Bellevue, em Washington.

As duas condições mentais podem ser controladas com terapia, medicação ou as duas coisas juntas. O tratamento possibilita uma vida sadia e realizada, mas nem por isso sofrer de depressão e ansiedade é menos difícil em alguns momentos.

O HuffPost procurou pessoas que vivem com depressão e ansiedade e também falou com especialistas que tratam as duas condições, buscando explicações de como é a sensação de conviver com isso diariamente.

Leia os depoimentos. E compartilhe-os com outras pessoas para que possam ganhar uma visão mais compassiva do problema.

 

Viver com ansiedade e depressão significa lutar com você mesmo constantemente.

“Geralmente não sinto a depressão ou a ansiedade separadamente. Um momento minha cabeça está a mil em um ciclo de pensamentos urgentes, no instante seguinte estou diante de um vazio imenso, um nada. Minha mente ansiosa me fala que há algo de errado comigo e que preciso me curar para me salvar. Minha mente deprimida me fala para nem me dar ao trabalho, porque nada tem importância. É como se essas duas partes de mim estivessem numa luta constante, mas ninguém sai ganhando.” ―Olivia LaBarre, 28, praticante na Reiki Healing Works, no Brooklyn

 

Os estereótipos negativos muitas vezes impedem as pessoas de falar sobre o que elas vivem.

“Meus clientes que lidam com depressão e ansiedade anseiam por alguém com quem possam falar que entenda genuinamente suas dificuldades e seu sentimento de isolamento. Mas o medo de decepcionar os outros ou de serem vistos sob ótica diferente os impede de buscar apoio e assistência.” ―Erica N. Reed, assistente social clínica em Lanham, Maryland

 

Você se preocupa com tudo e com nada ao mesmo tempo.

“Você vive constantemente buscando servir a dois senhores ao mesmo tempo e raramente encontra paz mental interior. Às vezes a impressão é que não importa o que você faça, não vai poder vencer: por causa da depressão, às vezes é difícil sair da cama pela manhã. Ao mesmo tempo, a ansiedade te deixa preocupado com a lista de tarefas que não para de crescer enquanto você está deitado na cama. A depressão sussurra em seu ouvido que você é inútil e que nada importa; a ansiedade te grita que você está ficando para trás, que alguma coisa terrível está para acontecer e que tudo tem importância enorme, mesmo a mais ínfima das decisões.” ―Perman

 

Viver com as duas condições pode provocar sintomas físicos.

PhotoAlto/Frederic Cirou via Getty Images

“Meu maior problema é dormir. Há dias quando me sinto cansado o tempo todo, mas não consigo pegar no sono porque minha cabeça está a mil. Vivo pensando e repensando tudo. Agora, com terapia e antidepressivos, minha condição está controlada, mas ainda passo por dias difíceis. Os sintomas físicos nem sempre desaparecem. Sinto o peito apertado, e minha barriga dói de tanta ansiedade. Essas coisas se prestam a um episódio depressivo, então às vezes parece que é um ciclo que não acaba nunca.” ―Alex Kuntz, 25, profissional de relações públicas em Minneapolis

 

Você se sente preso em um círculo vicioso.

“Para mim, a ansiedade não se resume a me preocupar com tudo que pode dar errado – é a obsessão com todas as coisas que precisam dar certo. Mas o fato de ter depressão ao mesmo tempo muitas vezes me deixa ‘atolada’. Tenho plena consciência de tudo que pode dar errado e isso me angustia; estou louca para fazer tudo dar certo, mas ao mesmo tempo me sinto completamente impotente, sem conseguir fazer com que nada aconteça. É um ciclo vicioso que se retroalimenta. Às vezes é difícil saber o que veio primeiro – a ansiedade ou a depressão.” ―Nicole Starbuck, 29, empreendedora em Denver

 

Você fica física e mentalmente exausto.

“A primeira lâmina da espada é a dificuldade de lidar com a depressão e a ansiedade. A depressão te deixa física e mentalmente cansada e frustrada, mas a ansiedade te mantém acordada à noite se preocupando com cada coisinha e se perguntando se a depressão nunca vai acabar.

A segunda lâmina é ter depressão e ansiedade em ao mesmo tempo, fazer parte de uma minoria. O fato de ser uma mulher negra com problemas de saúde mental apenas intensifica o estresse, porque, na comunidade negra, vivemos nos dizendo que precisamos ser fortes e jamais falar de nossa saúde mental. Cresci com a mentalidade de ‘o que acontece nesta casa fica nesta casa’, que é comum a muitas pessoas negras com problemas de saúde mental. Isso para mim sempre foi exaustivo, porque os problemas de saúde mental em minha comunidade sempre foram mantidos em segredo.” ―Jasmin Christal Pierre, 25, criadora e CEO do  The Safe Place, em Nova Orleans

 

Às vezes você acaba se isolando de todo mundo.

“Limites podem se tornar muito restritivos. Para controlar sua ansiedade social, você pode se isolar de seus entes queridos e outras pessoas. Isso pode te levar a se sentir mais solitário e deprimido. Ter limites é importante, mas os limites não devem ser nem muito frouxos nem rígidos demais.” LaQuista Erinna, assistente social clínica em Willingboro, Nova Jersey

 

A depressão e a ansiedade afetam seu desempenho no dia a dia.

PeopleImages via Getty Images

“A ansiedade afeta minha vida social e romântica; a depressão já me deixou tão para baixo em alguns momentos, que estou tendo dificuldade em viver bem desde que terminei a faculdade. Eu queria ter procurado terapia e medicação antes de chegar aos 38 anos. O segredo, para mim, foi ficar mais proativo com minha saúde mental. Uma coisa que ajuda é definir pequenas e grandes metas.” ―Stephen Cramer, 45, fundador do festival sem fins lucrativos Brain Aid Fest, que promove a conscientização da saúde mental

 

Você nunca sabe como a depressão e a ansiedade vão se manifestar.

“Você quer passar horas na cama, mas também quer se levantar supercedo e trabalhar demais, porque morre de medo de não conseguir terminar um projeto ou cumprir um prazo. Você se importa tremendamente com o que os outros pensam, mas outra parte sua não dá a mínima para isso. Há dias em que você tem ataques de ansiedade quando está em eventos sociais e há outros dias em que nem tem energia suficiente para querer estar com outras pessoas. Muitas vezes a sensação é que seu cérebro está em discordância com ele mesmo. Você oscila entre sentir-se para baixo e sentir muita tensão. Isso pode se manifestar de diferentes maneiras.” ―Beverly Friedmann, 30, gerente de conteúdos, do Brooklyn

 

Você sente a necessidade de realizar alguma coisa, mas falta a força de vontade para fazer.

“A depressão te diz ‘você é uma fracassada, você é uma fraude’. A ansiedade fala ‘você precisa tomar alguma providência em relação a isso [ao pedido mais recente, e-mail, comentário, proposta, etc] agora, já!’.” Lisa Dorenfest, 56, gerente de serviços financeiros em Nova York

 

Viver com as duas condições gera preocupação intensa.

10'000 Hours via Getty Images

“As pessoas ficam ruminando coisas na cabeça – preocupando-se, sem saber como vão dar conta das coisas, com o que as outras pessoas vão pensar delas. Talvez tenham medo de que nunca cheguem a melhorar.” ―Barbara Van Dahlen, psicóloga clínica e apresentadora do podcast ”Inner Space with Dr. Barbara Van Dahlen”

 

É difícil se sentir bem no presente quando você tem essas doenças.

“Preciso me esforçar mais para não dar tanta importância às coisas e simplesmente deixar que rolem. É difícil para mim simplesmente viver o momento. Isso me gera ansiedade. Sei que estou tendo um episódio de depressão quando acordo pela manhã e me sinto mal com as coisas.” ―Emily Johnson, 35, vendedora em Orange County, Califórnia

 

Muitas vezes você deixa de se cuidar porque lhe falta energia para isso.

“Costumo chamar esse misto de depressão com ansiedade de ‘a besta-fera’. Ela é a voz na nossa cabeça, as sensações no corpo, que nos mandam fazer o oposto absoluto das ações positivas que precisaríamos fazer por nós e para cuidar de nós mesmos. Por exemplo, se você precisa sair da cama, escovar os dentes, tomar banho, se vestir para ir trabalhar, juntar sua papelada e sair de casa, a besta-fera da ansiedade e depressão manda você fazer o oposto a cada momento.

Nessa hora, precisamos fazer o contrário do que a besta-fera quer. Nem que seja apenas rolar da cama para o chão ou para o sofá, pelo menos isso significa que você não vai deixar a besta-fera te controlar a cada passo do caminho. Esses pequenos deslocamentos comportamentais te ajudam a se sentir melhor.”Katie Sandler, 33, coach de impacto em Fort Lauderdale

 

Depressão e ansiedade juntas são uma m... – mas existe esperança.

Caiaimage/Paul Bradbury via Getty Images

“A ansiedade e a depressão encolhem o mundo das pessoas. O primeiro passo para você voltar a ampliar seu mundo é aceitar que é tudo bem não se sentir bem. Vai dar trabalho, mas você vai se curar. Um dia você vai voltar a sentir como é grande seu valor.” ―Matthew Emerzian, CEO e fundador da Every Monday Matters, organização sem fins lucrativos que ajuda as pessoas a fortalecer seu senso de valor próprio

 

Algumas entrevistas foram condensadas para permitir maior clareza.

 

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost UK e traduzido do inglês.