Comida

Como a 'comilança' de fim de ano impacta no seu peso (e o que fazer para reduzir os danos)

Se sua meta de ser fitness teve de ser adiada (mais uma vez), não se sinta mal ― você não está sozinho.
As festas de fim de ano são inimigas da balança.
As festas de fim de ano são inimigas da balança.

Então é Natal... E o que você fez?

Se sua meta de ser fitness teve de ser adiada (mais uma vez), não se sinta mal ― você não está sozinho.

Contudo, isso não quer dizer que você tenha que chutar o balde nas festas de final de ano. Sabemos que é difícil segurar a comilança com tantas confraternizações próximas, como amigo secreto, festa da firma, Natal, Ano Novo e as famosas sobras para a semana. Ter bom senso nesse período também é bem-vindo. E a dúvida que não quer calar é: quanto essas festas podem impactar no meu peso?

Segundo Matheus Motta, nutricionista do Vigilantes do Peso, toda essa comilança impacta no ganho de peso. “Nesta época do ano, temos muitos gatilhos direcionados para comida, seja uma lembrança afetiva, com pratos natalinos, seja por situações muito estressantes típicas de final de ano, como no trabalho ou na família. Tudo isso acaba incentivando a fome emocional”, conta. De fato, a fome emocional é um dos principais motivos para o ganho de peso, uma vez que você acaba comendo muito mais do que seu corpo precisa.

Além disso, o nutricionista lembra que, nesta época do ano, muita gente “desiste” da dieta na reta final do ano. “Esse pensamento de ‘ano novo, vida nova’ é um problema.”

“Deixa para fazer tudo no próximo ano, e isso é um grande erro porque você não precisa desistir de nada... Precisa comer correto sempre.”

- Matheus Motta, nutricionista do Vigilantes do Peso

O mandamento é não exagerar, tanto para um lado, quanto para outro. ”É curioso como a pessoa demora muito tempo para engordar, mas ela quer emagrecer tudo em um mês. Isso é possível? Sim, mas tem malefícios. Você perde muita água e músculo ao fazer uma dieta restritiva”, observa.

Já o “comer correto” não tem nada a ver com dietas restritivas, jejum e outras táticas para emagrecer a qualquer custo. Segundo o nutricionista, a melhor maneira de emagrecer e manter o peso a longo prazo é nunca restringir, mas comer saudável a maior parte das refeições. “Coma muita salada, legumes, carnes mais magras, frutas e outros alimentos ‘de verdade’, que são ricos em nutrientes. Evite fritura, muito açúcar e o álcool em excesso”, sugere Motta.

E na ceia?

Na hora da ceia, o nutricionista indica fazer substituições simples, como trocar as frituras por assados, além de ter bom senso na hora de escolher o que comer. “Não precisa comer em um dia as refeições por um ano inteiro”, disse. “Na hora da festa, escolha o que você realmente gosta e não procure por outras coisas, comendo mais do que o necessário.”

Durante as festas, também é normal ter retenção de líquido, uma vez que as comidas são mais gordurosas, pesadas, salgadas ou açucaradas.

Para combater o inchaço, é preciso beber muita água ― antes, durante e depois das refeições. “Sempre indicamos intercalar água com bebida alcoólica para evitar a desidratação e a ressaca”, acrescenta o nutricionista.

Veja abaixo algumas dicas para aproveitar as festas de fim de ano sem excessos: