ENTRETENIMENTO
27/03/2019 18:11 -03 | Atualizado 27/03/2019 18:34 -03

Documentário sobre Clementina de Jesus que excursionou por festivais chega ao streaming

Com direção de Ana Rieper, 'Clementina' resgata a história e o legado da neta de escravizados que virou ícone da música brasileira.

Divulgação
Filme também destaca importância da tradição oral na construção do repertório de Clementina de Jesus.

O documentário Clementina, dirigido por Ana Rieper (Vou Rifar Meu Coração e Cinco Vezes Chico: O Velho e Sua Gente) chegou nesta quarta-feira (27) às plataformas digitaisLooke, iTunes, Google Play e Microsoft Store.

A produção recupera a história de vida, a obra e o legado de Clementina de Jesus da Silva (1901-1987), ícone da música popular brasileira, que teve seu talento trazido à tona aos 62 anos.

Neta de escravizados, Clementina de Jesus trabalhou como empregada doméstica durante a maior parte de sua vida, até subir aos palcos em 1964.

A projeção nacional veio um ano depois, no espetáculo coletivo Rosa de Ouro, idealizado por Hermínio Bello de Carvalho. Na mesma época, tornaram-se lendárias as apresentações regulares da cantora fluminense no Teatro Opinião.

Clementina é apontada como a figura que religou a cultura brasileira às raízes africanas com um timbre notável que entoava jongos, sambas, partidos altos e cantos religiosos. No filme produzido por Mariana Marinho e Marco Abujamra, o espectador acompanha diversas de suas performances, baseadas na cultura oral, que revelavam a potência e o drama da condição do negro no Brasil. 

Além de registros raros da cantora, o documentário apresenta também depoimentos de artistas e profissionais da música que conviveram com Clementina, como Ney Lopes, Nelson Sargento, Tantinho da Mangueira, entre outros. “Dona Clementina tinha força. Quando ela chegava, acendia uma luz”, diz a cantora Alcione em um dos trechos do filme.

No ano passado, Clementina foi exibido no 20º Festival do Rio e também na 42ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, aproximando o público da história de uma mulher negra cujo talento e arte são inspirações perenes. 

“Não tenho dúvidas de que se Clementina estivesse viva, sua voz forte de timbre único iria ecoar nos corações da sociedade e fazer lembrar da nossa história para não repetirmos os mesmos erros”, diz Mariana Marinho.

Galeria de Fotos Melhores filmes de 1999 Copy Veja Fotos
Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost