ENTRETENIMENTO
30/05/2020 14:07 -03

Governo federal quer fechar a Cinemateca

Secretaria de Cultura propõe rescisão de contrato com fundação que administra o museu/arquivo do audiovisual brasileiro.

Em reunião no final da tarde de sexta (29), o governo federal, por meio da secretaria especial da Cultura e Audiovisual propôs o fechamento da Cinemateca Brasileira, com sede em São Paulo.

De acordo com nota do colunista Ricardo Feltrin publicada no UOL, o encontro entre representantes da secretaria de Cultura e da direção da Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp), órgão que administra a Cinemateca, foi tenso.

A Acerp, que tem contrato com o governo até 2021, não aceitou a proposta da secretaria e até já teria acionado seu conselho administrativo para tomar medidas judiciais contra o fechamento da Cinemateca.

A Cinemateca Brasileira é a instituição responsável pela preservação e difusão da produção audiovisual brasileira. Tem o maior acervo da América do Sul, formado por cerca de 250 mil rolos de filmes e mais de um milhão de documentos relacionados ao cinema, como fotos, roteiros, cartazes e livros, entre outros.

NurPhoto via Getty Images
Desde que foi demitida da secretaria de Cultura, Regina Duarte aguarda um novo cargo no governo Bolsonaro. O prometido seria na direção da Cinemateca.

A parceria entre o governo federal e a Acerp foi assinada em março de 2018. Em dezembro de 2019, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, chegou a anunciar a suspensão do contrato, mas devido a protestos da classe artística, o governo voltou atrás. Mesmo assim, Cinemateca não recebeu repasses do governo federal em 2020.

O curioso é que não faz nem duas semanas da saída de Regina Duarte do comando da secretaria de Cultura. No dia de sua demissão da pasta, em 20 de maio, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) informou que ela seria remanejada a um cargo de direção na Cinemateca. Depois do anúncio, foi constatado que o tal cargo sequer existia na instituição, que em nota reforçou que não havia sido comunicada sobre a ida de Regina para lá.