NOTÍCIAS
19/02/2020 19:17 -03

Cid Gomes é baleado em protesto para impedir greve de policiais no Ceará

“Quem devia dar segurança está promovendo a insegurança e a desordem. Não consigo me confirmar com isso”, disse o senador antes do protesto.

Reprodução/Twitter
Senador foi atingido por duas balas no peito.

O senador Cid Gomes (PDT-CE) foi baleado na tarde desta quarta-feira (19) enquanto participava de um protesto para impedir greve de policiais no centro de Sobral (CE). Gomes, que está licenciado do mandato, pilotava uma retroescavadeira e tentava furar um bloqueio em um quartel quando foi atingido por uma bala .40.

O quadro dele é estável. Ele passará por exames para ver necessidade de retirada das duas balas e por tomografia. Há um vídeo circulando no Twitter que mostra a cena e o senador consciente.

Antes de ser baleado, Gomes publicou um vídeo no qual convocava a população de Sobral a agir em conjunto. “Quem devia dar segurança está promovendo a insegurança e a desordem. Não consigo me confirmar com isso. (…) Como cidadão, estou saindo agora para Sobral, que é a minha terra. (…) Vamos definir uma estratégia para dar paz para a cidade”, disse. 

No protesto, ele repetiu que policiais estão causando insegurança, os chamou de “bandidos” e destacou que eles não podem fazer movimento grevista. “Movimento grevista pode fazer o professor, o trabalhador, mas quem tem arma, direito de andar armado não pode pela nossa Constituição. (…) Eu estou aqui desarmado e eu vou enfrentar. Ninguém vai fazer o que esses bandidos estão fazendo aqui em Sobral”, disse.

Em nota, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou que está preocupado com os desdobramentos do caso de Gomes. “Entrei em contato o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e com o governador do Ceará, Camilo Santana, para obter informações e garantir a segurança do parlamentar.”

O ministério confirmou que está acompanhando a situação “no Ceará e analisando as providências que podem ser tomadas”.

Conflito no Ceará

Desde dezembro policiais e bombeiros do estado fazem atos por melhoria salarial. Este mês, com as negociações salariais, os clima esquentou. Nesta quarta-feira, pessoas encapuzadas e mascaradas atacaram batalhões da Polícia Militar do Ceará.

Em Sobral, onde está Cid Gomes, manifestantes com a identidade escondida ordenaram aos comerciantes que fechassem as portas.