MULHERES
25/06/2019 12:42 -03 | Atualizado 25/06/2019 12:54 -03

Carinho das torcedoras recepcionou o desembarque da seleção feminina no Brasil

Após eliminação da Copa feminina no último domingo (23), jogadoras desembarcaram no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

Reprodução/Instagram/CBF
Jogadoras da seleção feminina de futebol chegam ao Brasil após participação na Copa do Mundo de Futebol feminino da França.

Foi ao som da música “qual é, qual é? Futebol não é pra mulher? Eu vou mostrar pra você, mané. Jogue a bola no meu pé” cantada por uma multidão que as jogadoras da seleção brasileira de futebol feminino foi recepcionada no aeroporto de Guarulhos, na manhã desta terça-feira (25), em São Paulo.

A seleção voltou para casa após participar de sua oitava Copa do Mundo feminina, realizada na França, onde foi eliminada nas oitavas de final pelas anfitriãs em jogo tenso e com direito à prorrogação no último domingo (23).

Sem Marta, que voltou direto para os Estados Unidos, a delegação chegou em dois voos e foi recebida por um grupo de cerca de 50 mulheres vestidas com bonés, camisas, faixas, cartazes e balões para celebrar a chegada das atletas.

O momento foi divulgado pelo perfil oficial da seleção, coordenado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Assista abaixo:

Segundo o jornal O Globo, torcedoras criaram um grupo no Whatsapp e fretaram ônibus para ir até o aeroporto recepcionar as jogadoras. Cerca de 90 pessoas passaram a madrugada no local para esperar o voo das atletas. 

No vídeo acima, a centroavante Cristiane é a primeira a desembarcar e é possível vê-la mancando ainda. No jogo de domingo, ela sofreu uma lesão na coxa esquerda ao tentar um chute para surpreender a goleira francesa.

Nesta Copa, a seleção feminina teve um desempenho satisfatório ― mesmo entrando na competição com 10 derrotas, sendo 9 delas consecutivas. Esta foi a primeira vez em que a TV Globo, maior rede de televisão do País, transmitiu jogos da seleção feminina ― um marco de visibilidade para a modalidade.

Logo na primeira fase do mundial, o time brasileiro bateu a Jamaica por 3 a 0. Em seguida, perdeu de virada para a Austrália por 3 a 2, mas ainda assim conseguiu garantir classificação ficando em terceiro lugar no Grupo C graças à vitória sobre a Itália por 1 a 0. Mesmo jogando com raça, foi eliminada do mundial pela seleção francesa em partida realizada no ultimo domingo.

Marcio Machado via Getty Images
Vindo de uma lesão na coxa esquerda, Marta bateu recorde de Miroslav Klose e agora tem o título de maior artilheira de todas as Copas.

O destaque da campanha foi o recorde que Marta bateu, virando a maior artilheira dos Mundiais, com 17 gols. “Não vai ter uma Formiga para sempre, uma Marta, uma Cristiane. O futebol feminino depende de vocês para sobreviver”, disse, emocionada, após a eliminação no último domingo

Após a partida contra o Brasil, a seleção francesa chegou às quartas de final com a responsabilidade e favoritismo para conquistar o título mundial. Na próxima sexta (28) ela enfrentará a seleção dos Estados Unidos na Copa.