Chefs de cozinha renomados fazem 'marmitaço' contra a fome no país durante a pandemia

No projeto “Gente é pra brilhar, não pra morrer de fome”, refeições são distribuídas para pessoas em situação de vulnerabilidade durante a crise sanitária.

Nomes como Helena Rizzo, Paola Carosella, Bel Coelho, Bela Gil e Rodrigo Oliveira farão parte do “marmitaço” para o enfrentamento da fome no País promovido pelo projeto “Gente é pra brilhar, não pra morrer de fome”.

Organizado pelo coletivo Banquetaço, em parceria com organizações do terceiro setor, como Slow Food e Gastromotiva, a campanha terá ações importantes neste fim de semana, em que é celebrado o fechamento da Semana Mundial da Alimentação, celebrada desde 1954 pela ONU.

“A fome é um fenômeno cheio de significados. Ela é resultado das desigualdades entre as classes sociais, raça e gênero e, também, da concentração de terras. Mesmo com a redução da fome em alguns períodos, por causa do acesso às políticas públicas, a questão da fome, no Brasil, nunca foi encarada de maneira profunda”, diz carta do grupo divulgada no site oficial.

A ação, que conta com a participação de instituições que já estão distribuindo alimentos para pessoas em situação de vulnerabilidade durante a pandemia, acontece em diversas cidades pelo País neste fim de semana.

Em São Paulo, na Agência Solano Trindade, no Capão Redondo, os fogões firacam sob a batuta de Helena Rizzo, Thiago Vinícius e sua mãe, a cozinheira Dona Nice (foto abaixo), no último sábado (17). No cardápio, ganlinhada com pequi e doce de abóbora cremoso para a sobremesa.

Para além de distribuir alimentos para famílias carentes, a campanha quer chamar atenção para o aumento da fome e insegurança alimentar no Brasil.

No final de setembro, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou que mais de um terço da população brasileira apresentou algum grau de insegurança alimentar no biênio 2017-2018, maior índice registrado desde 2015, quando o levantamento foi realizado pela primeira vez no País.

Neste domingo (18), os chefs Rodrigo Oliveira, Paola Carosella e Edson Leite, chef do Gastronomia Periférica, cozinham na ocupação Jardim Julieta, na zona norte de São Paulo. O cardápio inclui baião de dois e pudim de doce de leite.

Segundo o projeto, cerca de 3.300 pessoas, entre adultos e crianças que moram na região, receberão as refeições.

Em Belo Horizonte (MG), a campanha distribuirá 900 marmitas em comunidades como a Vila Estrela, no Morro do Papagaio, e no Aglomerado Santa Lúcia. Vai ser preparado o prato “Baião de Muitos”, partir das doações recebidas. A ação começa às 11h30.

Em São Paulo, ontem sábado (17), o Sefras (Serviço Franciscano de Solidariedade), recebeu a chef Bel Coelho, junto com as cozinheiras Simone Gomes, do Banquetaço, e Luciana Pascarelli, do Sefras.

Veja a programação completa no site oficial da campanha.