LGBT
19/09/2019 15:38 -03 | Atualizado 19/09/2019 22:40 -03

Um dos melhores canais LGBT no YouTube, Chá dos 5 lança 5ª temporada

Entrevistas com drags Ikaro Kadoshi e Nany People são alguns dos pontos altos de temporada que começa nesta quinta-feira (19).

Divulgação/Wendel Castro
Marcell, Renato, Bolacha e Tiago são os astros brilhantes da galáxia "Chá dos 5".

Um dos melhores canais LGBT no YouTube — já reconhecido como o melhor no Brasil pelo Prêmio Papo Mix —, o Chá dos 5 estreia sua nova temporada nesta quinta-feira (19), a partir das 17h. Os mais de 45 mil inscritos podem esperar entrevistas densas, algumas provocações e muita emoção.

As convidadas drag queens são um espetáculo à parte. A veterana Nany People e a influencer Ikaro Kadoshi abriram seu coração para os meninos do chá. “Acredito que um dos momentos mais emocionantes foi com a drag queen Ikaro Kadoshi”, conta o apresentador Tiago Marinho.“Não darei spoilers, mas as lições de vida e as questões que ela nos chamou a atenção são imensamente mobilizadoras.”

O colega Rafael Bolacha concorda: “Fiquei extremamente emocionado com os relatos [das artistas drag] e mais do que isso, com a generosidade de todxs em estar com a gente, em compartilhar informação e toda a luta LGBTQIA+”.

Para Renato Plotegher Jr, a responsabilidade do Chá dos 5 em formar opinião de milhares de LGBTs brasileiros é imensa. “Nós do Chá sempre tentamos ter muito cuidado com nossas posições de fala dentro do programa, com os temas abordados, e com a maneira que os assuntos são explorados, justamente por entendermos a profundidade dessa ação de influenciar”, pondera.

O irreverente Marcell Filgueiras promete que as farpas entre ele e um dos colegas também farão parte da nova temporada. “Sobre as provocações elas estão garantidas nessa temporada; afinal onde tem Bolacha vai ter Marcell provocando”, brinca.

Além de Nany e Ikaro, outros convidados são o ator e influenciador Vítor diCastro, a escritora Grazi Gonçalves, viúva de Chorão (líder do Charlie Brown Jr.) e André Fischer, idealizador e diretor do Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade. A 5ª temporada tem a parceria da Barilla do Brasil.

Você pode assistir ao canal do Chá dos 5 aqui. Toda quinta-feira, às 17h, tem episódio novo, entrevista nova.

Divulgação/Wendel Castro
Tiago, Marcell, Renato e Bolacha brilham no "Chá dos 5".

A seguir, um bate-bola do HuffPost com os meninos do chá:

Qual foi seu convidado preferido da nova temporada? Por quê?

Bolacha: Pode parecer político, mas é difícil dizer apenas de um. Sempre digo que o chá me ensina sempre, cada convidado, cada história me comove e me ensina. Mas, já que preciso responder, não direi de uma pessoa, vou dizer que nessa temporada tivemos - representando a arte drag - Ikaro Kadoshi, Penelopy Jean, Rita Von Hunty e Nany People. Fiquei extremamente emocionado com os relatos e mais do que isso, com a generosidade de todxs em estar com a gente, em compartilhar informação e toda sua preocupação e luta na comunidade LGBTQIA+. Ali, com essas pessoas eu senti a “comunidade”, senti verdade e senti amor transbordando.

Com o Chá, você sente o peso da responsabilidade de ajudar a formar opinião de milhares de LGBTs no País? Explique.

Renato: A primeira coisa que penso sobre isso é que somos influenciadores o tempo todo. Influenciamos nossos amigos, familiares, pessoas no trabalho, etc. Estamos todo o tempo influenciando, e sendo influenciados. Este estímulo é muito interessante, mas também pode ser perigoso. Por esse motivo, nós do Chá sempre tentamos ter muito cuidado com nossas posições de fala dentro do programa, com os temas abordados, e com a maneira que os assuntos são explorados, justamente por entendermos a profundidade dessa ação de influenciar. Sem dúvida somos formadores de opinião e influenciamos pessoas, isso é maravilhoso e de uma responsabilidade imensa. Mas na minha opinião o mais importante é levar a reflexão e tirar as pessoas de sua zona de conforto para que elas desconstruam, reconstruam, e repensem sobre suas opiniões em diversos assuntos. A arte de influenciar não é fazer a pessoa pensar como você, mas fazê-la perceber que você trouxe algo de novo, e que talvez ela nunca tenha ouvido antes.

Qual momento mais emocionante da nova temporada? Por quê?

Tiago: Impossível dizer que apenas um foi emocionante. Na verdade, é até subjetivo, já que por sermos quatro pessoas mais o convidado, cada um recebe as informações com seu próprio repertório afetivo. Lembro de momentos que o Bolacha quase chorou (várias vezes inclusive), outros que eu tive que me conter... O Marcell e o Renato não cito porque eles não choram com facilidade (risos), não no programa pelo menos. Mas acredito que um dos momentos mais emocionantes foi com a drag queen Ikaro Kadoshi! Não darei spoilers, mas as lições de vida e as questões que ela nos chamou a atenção são imensamente mobilizadoras e sem dúvida seremos melhores seres humanos após ouvirmos o que ela tem a nos dizer.

Qual bastidor mais hilário das gravações da nova temporada? Vão rolar as provocações típicas de Marcell?

Marcell: Essa temporada foi um furacão na produção, todos muito focados afinal tinha dia em que gravávamos 3 programas de uma só vez. Claro que sempre tem que ter bom humor e diversão e isso não faltou quando gravamos na casa da Nany em que ela preparou um café com bolo após a gravação cheio de histórias e risadas. Na cozinha da Barilla [parceira deste ano], o que nos matou foi o cheiro da comida na gravação da abertura, menino, só queria que a Bolacha terminasse logo de falar para aproveitarmos. Era spray de cabelo para um lado, secador de cabelos para outro e chegava o convidado aquele sorriso no rosto, caneca cheia e prontos para o papo. Sobre as provocações elas estão garantidas nessa temporada, afinal onde tem Bolacha vai ter Marcell provocando (risos).

Galeria de Fotos Parada LGBT em Boipeba (2019) Veja Fotos