NOTÍCIAS
15/06/2019 15:02 -03 | Atualizado 15/06/2019 15:14 -03

Catedral de Notre Dame celebra 1ª missa após incêndio

Cerimônia ocorre às 19h (hora local) e será transmitida ao vivo.

POOL New / Reuters
O Arcebispo de Paris Michel Aupetit lidera a primeira missa em uma capela lateral, dois meses depois de um incêndio devastador que tomou conta da catedral de Notre-Dame de Paris.

Devastada por um incêndio em abril, a Catedral de Notre Dame, em Paris, celebra na tarde deste sábado (15) sua primeira missa desde a tragédia. A cerimônia está marcada para às 19h (horário local) e será presidida pelo padre Michel Aupetit, arcebispo da Igreja Católica em Paris desde janeiro do ano passado.

A missa será fechada apenas para um grupo de religiosos, não permitindo a entrada de fiéis por razões de segurança. No entanto, haverá uma transmissão ao vivo pela imprensa local. Ao todo, 30 pessoas participarão, incluindo o reitor da Notre Dame, monsenhor Patrick Chauvet, juntamente com alguns voluntários e funcionários da diocese de Paris. Não haverá um coral, como de costume, mas apenas um cantor.

As autoridades impuseram a obrigação do uso de capacetes e trajes de segurança a todos já que o local passa por reformas de reconstrução. A celebração acontecerá em uma capela ao fundo da catedral, que não foi atingida pelo fogo, e onde está preservada a famosa coroa de espinhos de Jesus Cristo.

Na última semana, Aupetit emitiu um comunicado para agradecer todos que se mobilizaram para apoiar a comunidade da catedral. “Que todos os que se mobilizaram desde 15 de abril, e que todos os que continuam a trabalhar, todos os dias, pela Notre-Dame, sejam doadores, arquitetos, pedreiros, responsáveis políticos, sejam agradecidos calorosamente por seus esforços”, afirmou ele.

No dia 15 de abril de 2019, a Catedral de Notre Dame foi consumida pelas chamas e teve sua estrutura comprometida. 

os, não permitindo a entrada de fiéis por razões de segurança. No entanto, haverá uma transmissão ao vivo pela imprensa local. Ao todo, 30 pessoas participarão, incluindo o reitor da Notre Dame, monsenhor Patrick Chauvet, juntamente com alguns voluntários e funcionários da diocese de Paris. Não haverá um coral, como de costume, mas apenas um cantor.

As autoridades impuseram a obrigação do uso de capacetes e trajes de segurança a todos já que o local passa por reformas de reconstrução. A celebração acontecerá em uma capela ao fundo da catedral, que não foi atingida pelo fogo, e onde está preservada a famosa coroa de espinhos de Jesus Cristo.

Na última semana, Aupetit emitiu um comunicado para agradecer todos que se mobilizaram para apoiar a comunidade da catedral. “Que todos os que se mobilizaram desde 15 de abril, e que todos os que continuam a trabalhar, todos os dias, pela Notre-Dame, sejam doadores, arquitetos, pedreiros, responsáveis políticos, sejam agradecidos calorosamente por seus esforços”, afirmou ele.

No dia 15 de abril de 2019, a Catedral de Notre Dame foi consumida pelas chamas e teve sua estrutura comprometida.