LGBT
11/02/2020 16:15 -03 | Atualizado 11/02/2020 16:15 -03

Irlanda do Norte celebra primeiro casamento homoafetivo após proibição cair em 2019

“Isso significa tudo para nós. Esta é minha esposa. Finalmente posso dizer que é minha esposa."

Phil Noble / Reuters
Sharni Edwards, 27 (à esq.), e Robyn Peoples, 26, é o primeiro casal do mesmo sexo a se casar na Irlanda do Norte.

“O primeiro casamento homoafetivo da Irlanda do Norte, entre as jovens Sharni Edwards e Robyn Peoples, aconteceu nesta terça-feira (11). Em outrubro de 2019, a província suspendeu a proibição deste tipo de união, marcando a legalização histórica do casamento entre LGBTs em todo o Reino Unido. 

Robyn Peoples, 26 anos, que trabalha na área da saúde em Belfast, capital do país, e Sharni Edwards, 27, que trabalha como garçonete em Brighton, no Reino Unido, se tornaram o primeiro casal gay da província a se casar, de acordo com a Love Equality, campanha da sociedade civil organizada para defender a aprovação do casamento LGBT na Irlanda do Norte.

Após seis anos juntas, o casal de lésbicas trocou votos em Carrickfergus, no condado de Antrim em uma cerimônia pequena para amigos e familiares. “Isso significa tudo para nós. Esta é minha esposa. Finalmente posso dizer que é minha esposa”, disse Peoples a repórteres após a cerimônia.

REUTERS/Phil Noble
Após seis anos juntas, o casal de lésbicas trocou votos em Carrickfergus, no condado de Antrim em uma cerimônia pequena para amigos e familiares.

“Somos o rosto desta causa na Irlanda do Norte. Para mostrar a todos que está tudo bem. Lutamos por tanto tempo para que esta oportunidade fosse vista como igual e agora estamos aqui e é simplesmente incrível”, completou.

O “sim” histórico aconteceu na data em que Edwards e Peoples já haviam reservado para assinar a união estável - permitida em todo o Reino Unido desde 2005. Com a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo em outubro de 2019, o casal decidiu oficializar a união de outro jeito.

Lutamos por tanto tempo para que esta oportunidade fosse vista como igual e agora estamos aqui e é simplesmente incrível.Robyn Peoples

A dupla vai comemorar a lua de mel com uma viagem até Paris, na França, para curtirem juntas um show da estrela do pop, Ariana Grande. A primeira dança do cal será ao som da canção Over and Over Again, de Nathan Sykes, com participação de Grande.

“Do jeito que você sorri, até o jeito que você olha, você me captura como nenhuma outra. Desde o primeiro olá, é tudo o que preciso. E de repente tínhamos uma à outra”, diz a letra da canção.

ASSOCIATED PRESS
Ativistas pró-escolha participam de protesto em frente ao Parlamento de Stormont, em Belfast, em outubro de 2019.

Em outubro de 2019, proibições tanto em relação ao aborto e ao casamento entre pessoas do mesmo sexo caíram na Irlanda do Norte por decisão do Parlamento britânico. 

Ao contrário do resto do Reino Unido, onde o aborto é autorizado desde 1967, na Irlanda este procedimento era ilegal, com exceção para quando a gravidez coloca em risco a vida da mulher. União estável entre pessoas do mesmo sexo já era permitida desde 2005, porém, o casamento civil, era proibido.

Charles McQuillan via Getty Images
O casal realizou uma coletiva de imprensa antes do casamento na terça-feira, 11 de fevereiro, na província.

O ministro britânico da Irlanda do Norte, Julian Smith, membros do parlamento e ativistas comemorarão a legalização do casamento gay em um evento em Londres ainda nesta terça-feira.

Sara Canning, que era casada com Lyra McKee, ativista LGBT e jornalista assassinada em abril do ano passado, também participará do evento.

Veja imagens do “sim” histórico para LGBTs da Irlanda do Norte:

REUTERS/Phil Noble
O “sim” histórico aconteceu na data em que Edwards e Peoples já haviam reservado para assinar a união estável - permitida em todo o Reino Unido desde 2005.
REUTERS/Phil Noble
REUTERS
REUTERS
REUTERS
REUTERS
REUTERS
Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost