ENTRETENIMENTO
17/07/2020 21:04 -03 | Atualizado 17/07/2020 21:08 -03

Obra de Carolina de Jesus será publicada pela Companhia das Letras

Projeto terá supervisão de Vera Eunice de Jesus, filha de Carolina, e da escritora Conceição Evaristo.

A Companhia das Letras anunciou nesta sexta-feira (17) que irá publicar a obra de Carolina de Jesus (1914-1977), uma das principais escritoras negras da literatura nacional. Nascida na cidade mineira de Sacramento, ela viveu a maior parte da vida em São Paulo, na favela do Canindé, em Santana, em Parelheiros.

Carolina trabalhou como catadora para sustentar os três filhos e registrou inúmeras histórias, além do cotidiano de fome e pobreza em cadernos encontrados no lixo. Na década de 1950 foram encontrados mais de 20 diários.

Ela ganhou reconhecimento com o livro Quarto de Despejo: Diário de uma Favelada (1960), organizado pelo jornalista Audálio Dantas. Diversos de seus escritos, no entanto, nunca foram publicados ou estão fora de circulação.

De acordo com a editora, Casa de Alvenaria (publicado originalmente em 1961) será o primeiro título a chegar às livrarias. A obra, que integra a série Cadernos de Carolina, terá formato ampliado: conterá informações sobre a experiência da autora em São Paulo e sua luta por reconhecimento como escritora.

Reprodução/Companhia das Letras "
"Casa de Alvenaria" será o primeiro título do novo projeto.

A Companhia das Letras planeja publicar todo o material escrito por Carolina - hoje espalhado por diferentes acervos -, incluindo romances, diários, contos, poesias, peças de teatro e escritos memorialísticos.

“Esta iniciativa é um desejo de restituir a voz autêntica dessa grande escritora, trazendo ao público seu projeto literário por completo”, diz o anúncio da editora. ”É ainda um esforço de reparar a rejeição e estigmatização que Carolina por décadas sofreu dos círculos literários, fruto de um racismo estrutural que lhe negava a presença nesses espaços”.

A edição da obra será supervisionada por um conselho editorial composto por Vera Eunice de Jesus, filha de Carolina, pela escritora Conceição Evaristo e pelas pesquisadoras Amanda Crispim, Fernanda Felisberto, Fernanda Miranda e Raffaella Fernandez.

Os volumes planejados pela editora também vão conter textos críticos. Duas obras não farão parte do projeto: Quarto de Despejo, obra mais conhecida de Carolina - que está no catálogo da editora Ática e já foi leitura obrigatória de vestibulares - e Diário de Bitita, publicado pela Sesi-SP Editora.

Ainda não há data prevista para o lançamento de Casa de Alvenaria.