OPINIÃO
05/03/2019 11:24 -03 | Atualizado 07/03/2019 13:29 -03

Capitã Marvel: A heroína que não tem que provar nada para ninguém

Novo filme da Marvel traz uma protagonista poderosa e cheia de atitude, para o desespero dos machos.

Divulgação
Brie Larson como Capitã Marvel, a super-heroína que chuta bundas pela galáxia sem pedir permissão.

Durona, determinada, emotiva, bem-humorada, pavio curto, poderosa… E ela não está nem aí para o que você acha dela. Essa é Carol Danvers, a Capitã Marvel, heroína que vai incomodar (e muito) um público masculino nerd que não suporta ver uma mulher em posição de poder. O filme estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (7).

Ainda mais em um momento tão decisivo para o universo Marvel no cinema. Com a chegada de Vingadores: Ultimato e o fim do contrato de alguns atores que interpretam personagens chave dos Vingadores, a Capitã Marvel tem tudo para assumir o papel de liderança no grupo, que antes era do Capitão América. E ela mostrou que está pronta.

 

Pantera Negra se tornou um fenômeno cultural ao mostrar às crianças e adolescentes negros que eles podem, sim, ser representados por um super-herói que é igual a eles, e Capitã Marvel também pode assumir essa demanda entre as meninas.

É claro que Mulher Maravilha (2017), da concorrente DC, largou na frente por esse posto, mas o filme dirigido por Anna Boden e Ryan Fleck vai muito além, com uma heroína ainda mais segura de si e que não gasta nem um segundo para provar para homem nenhum que tem capacidade para salvar o mundo. Aliás, a Capitã Marvel nem sequer possui um par romântico... E quem precisa disso?

Mas não ache que essas características fazem do filme algo menos divertido, porque Capitã Marvel é pura curtição. Uma aventura bem amarradinha, cheia de ótimas sequências de ação e recheada de deliciosas referências aos anos 1990, década em que a história se passa. A trilha então… Uma chuva de hits da década, como, por exemplo, Connection, do Elastica, Celebrity Skin, do Hole, e Only Happy When It Rains, do Garbage.

Divulgação
Brie Larson interpreta Capitão Marvel nos cinemas.

Na trama, Vers (Brie Larson) é uma alienígena da raça Kree, poderosos seres que travam uma longa guerra com os Skrull, raça que tem a capacidade de se transformar em qualquer outro ser vivo. Após uma missão fracassada, Vers é capturada pelos Skrull, que leem sua mente e descobrem que ela é, na verdade, uma humana do planeta C-53, conhecido por nós como Terra. Ela não se lembra, mas quando era Carol Danvers, uma piloto da força aérea americana, a explosão de um artefato que interessa aos Skrull gerou seus super-poderes. Ao escapar dos Skrull, Danvers segue para a Terra para deter seus inimigos e tentar entender quem ela é.  

Já era tempo de a Marvel lançar o filme solo de uma de suas heroínas, e a Capitã Marvel foi o escolha certa. Ela tem poder e atitude suficiente para colocar Thanos em seu devido lugar e tomar o posto de líder dos Vingadores sem ter que provar nada para ninguém, e de quebra deixar alguns machões com o “orgulho hétero” ferido.

*Este artigo é de autoria de colaboradores ou articulistas do HuffPost Brasil e não representa ideias ou opiniões do veículo. Mundialmente, o HuffPost oferece espaço para vozes diversas da esfera pública, garantindo assim a pluralidade do debate na sociedade.