MULHERES
24/10/2019 02:00 -03

‘Essa doença não vai me definir’: Como estas 16 mulheres encararam o câncer de mama

“Aprendi a apreciar meu corpo como ele é – forte e resiliente.”

Ami Barwell
Angela Crossland, 46, de Buckinghamshire, foi diagnosticada com câncer de mama em 2018.

“Para mim, trata-se de não deixar o câncer me definir”, diz Deborah James, 38. “Quero ser vista como a mulher que era antes e, sim, às vezes quero parecer sexy”.

A londrina, que tem câncer do intestino de estágio 4 e é conhecida nas redes sociais como Bowel Babe, é uma das 16 pessoas afetadas pela doença que participaram de um ensaio que mostra o câncer de forma honesta e sem filtros.

De autoria da fotógrafa Ami Barwell, o projeto, intitulado Defiance (rebeldia), faz parte da campanha de arrecadação de fundos Stand Up To Cancer, realizada pela Cancer Research UK e pela emissora de TV Channel 4.

A série de imagens tem o objetivo de mostrar a realidade nua e crua do câncer. Para demonstrar força diante da doença, os sujeitos aceitam as cicatrizes e mudanças sofridas por seus corpos, sejam elas grandes ou pequenas.

Participar do projeto foi “empoderador”, diz James. “Minhas cicatrizes às vezes afetam minha confiança, mas aprendi a apreciar meu corpo como ele é – forte e resiliente.”

Ami Barwell
Deborah James.

Tasha Jilka, 27, de Leicester, recebeu em 2010 o diagnóstico de neuroblastoma, que afetou seu rosto e seu nariz. A notícia veio alguns dias antes de ela completar 18 anos e foi “um impacto enorme em sua confiança”. 

“Meu câncer mudou meu rosto completamente, não é algo que eu possa esconder. Tive de criar uma casca grossa nestes últimos nove anos e agora uso meu rosto como um sinal de força, algo que mostra tudo por que passei.”

Ami Barwell
Tasha Jilka.

Coy Clayton, 24, de Newcastle, foi diagnosticado com sarcoma de Ewing em 2015 e teve uma vara de titânio implantada na sua perna, no lugar do fêmur. Muito do tecido da coxa também teve de ser substituído.

“Quando recebi o diagnóstico, senti uma separação do meu corpo, como se ele tivesse me decepcionado”, afirma Clayton. “A cirurgia deixou uma cicatriz ao longo da minha coxa direita. A aparência não me incomoda tanto assim, é uma lembrança do que perdi.”

“Não posso mais correr nem andar de bicicleta, mas não vou deixar que o câncer tire a alegria da minha vida. Aceitar minha cicatriz significa enfrentar o câncer de frente e mostrar que a doença não vai definir nem a mim nem à minha vida.”

Ami Barwell
Coy Clayton.

Você pode conferir mais fotos do ensaio abaixo.

Ami Barwell
Alice-May Purkiss, 30, de Londres, foi diagnosticada com câncer de mama estágio 3, em 2015.
Ami Barwell
Alison Meaton, 59, de West Cornwall, foi diagnosticada com câncer de mama estágio 3 quando tinha 48 anos.
Ami Barwell
Caroline Caffrey, 58, de Brighton, foi diagnosticada com câncer de mama em 2008.
Ami Barwell
Donna Anken, 44, de Manchester, foi diagnosticada com câncer de mama em setembro de 2015.
Ami Barwell
Juliet Fitzpatrick, 57, de Hertfordshire, foi diagnosticada com câncer de mama no seio esquerdo em 2016.
Ami Barwell
Steve McAllister, 67, de Cardiff, foi diagnosticado com câncer de mama em 2010.
Ami Barwell
Nicki Hastie, 50, de Nottingham, foi diagnosticada com câncer de mama em março de 2018.
Ami Barwell
Samantha Evans, 42, de Norfolk, foi diagnosticada com câncer de mama em 2015.
Ami Barwell
Sherry McGill, 44, de Bedford, foi diagnosticada com câncer de mama em abril de 2017.
Ami Barwell
Stella Bradley, 53, de Shropshire, foi diagnosticada com câncer de mama em 2016.
Ami Barwell
Thomasina McGuigan, 45, de Portsmouth, foi diagnosticada com câncer de mama aos 20 anos.