ENTRETENIMENTO
16/12/2019 21:13 -03 | Atualizado 16/12/2019 23:13 -03

'Democracia em Vertigem' ganha lugar em pré-lista do Oscar, e 'A Vida Invisível' fica de fora

Pré-selecionados para a premiação foram divulgados na noite desta segunda-feira (16) pela Academia de Artes e Ciências de Hollywood.

Divulgação
Carol Duarte como Euridice, em cena de "A Vida Invisível", de Karim Aïnouz.

O Brasil não levará o Oscar de melhor filme estrangeiro para casa no Oscar 2020. O longa A Vida Invisível, do cearense Karim Aïnouz, que desbancou Bacurau e foi escolhido como representante do País na premiação, ficou de fora da lista de pré-selecionados. Documento foi divulgado nesta segunda-feira (16) pela “The Academy”, a Academia de Artes e Ciências de Hollywood.

Porém, mesmo sem concorrer ao título de melhor filme internacional, o Brasil continua na disputa com Democracia em Vertigem, da cineasta Petra Costa, que garantiu um lugar na categoria de documentários na premiação.

“Alegria extrema de ver Democracia em Vertigem e muitos amigos cineastas com filmes nessa lista. É uma honra estar ao lado dessas pessoas maravilhosas e potentes”, escreveu a diretora de Elena e Olmo e a Gaivota no Facebook.

O longa, que explora os últimos anos da política brasileira, é uma produção da Netflix e concorrerá com outros 14 produções, entre elas: Privacidade Hackeada, também da Netflix, com o roteirista brasileiro Pedro Kos, e One Child Nation, produzido pela Amazon e que retrata “política de filho único” na China. 

Divulgação/Netflix
Cena de "Democracia em Vertigem", dirigido por Petra Costa.

Entre os pré-indicados a melhor filme estrangeiro aparecem longas como O Pássaro Pintado, da República Tcheca, Verdade e Justiça, da Estônia, Aqueles que Ficaram, da Hungria, Corpus Christi, da Polônia e Uma Mulher Alta, da Rússia; e outros que ganharam popularidade no Brasil comoDor e Glória, de Pedro Almodóvar, da Espanha, e Parasita, do coreano Bong Joon-Ho.

Filmes brasileiros não entram na categoria de melhor filme internacional na premiação hollywoodiana há 20 anos. Foi em 1999 que o Brasil conseguiu emplacar um representante, com Central do Brasil, de Walter Salles. No mesmo ano, Fernanda Montenegro concorreu à estatueta de melhor atriz pelo longa.

Segundo o calendário da Academia, os indicados ao Oscar serão anunciados oficialmente no dia 13 de janeiro de 2020. A cerimônia acontecerá no dia 9 de fevereiro, em Los Angeles.

Veja a lista completa dos pré-indicados clicando aqui.