LGBT
26/06/2019 21:00 -03 | Atualizado 27/06/2019 14:19 -03

Telecine vai exibir 'Boy Erased' em comemoração do Dia do Orgulho LGBT

Longa sobre "cura gay" teve sua estreia cancelada no Brasil em fevereiro deste ano.

Divulgação
Dirigido por Joel Edgerton, Boy Erased traz Nicole Kidman, Russell Crowe e Lucas Hedges no elenco principal e foi indicado do Globo de Ouro.

O longa Boy Erased - Uma verdade anulada, filme que trata da temática da “cura gay” e teve sua estreia cancelada nos cinemas brasileiros em janeiro deste ano, será exibido pelo canal fechado Telecine na próxima sexta-feira (28), data em que é comemorado internacionalmente o Dia do Orgulho LGBT

Os filmes serão exibidos após uma ação interativa do Telecine em que o público foi convidado a sugerir, pelas redes sociais, títulos que deveriam integrar o catálogo LGBT do canal, tanto online, quanto na TV a cabo.

Além de Boy Erased, o canal também exibirá o recém lançado O Mau Exemplo de Cameron Post na mesma data. Os longas passarão, respectivamente, às 22h e às 20h20, no Telecine Cult, na próxima sexta-feira.

Dirigido por Joel Edgerton, Boy Erased traz Nicole Kidman, Russell Crowe e Lucas Hedges no elenco principal. O filme foi indicado ao Globo de Ouro 2019 em duas categorias: Melhor Ator de Filme – Drama, pela atuação de Lucas Hedges, e Melhor Música Para Filme, por Revelation.

Por decisão comercial a produção teve seu lançamento cancelado no Brasil. Em resposta às críticas, a Universal Pictures informou à época que o filme seria disponibilizado apenas em plataformas de streaming e em homevideo por “questões comerciais”. 

“Espero que o filme chegue às pessoas certas e, de qualquer forma, o livro é sempre melhor - e meu livro está sendo publicado no Brasil”, brincou Garrard Conley, autor do livro que eu origem ao filme, em entrevista ao HuffPost Brasil.

Ao discutir o processo de “cura gay” a que uma adolescente órfã do interior dos Estados Unidos é submetida, Cameron Post, dirigido por Desiree Akhavan e protagonizado pela atriz Chloe Grace-Moretz, gerou debate nos Estados Unidos e venceu o Festival de Sundance em 2018. Diferente de Boy Erased, em abril deste ano, estreou no circuito comercial do Brasil.

“Não há nada a ‘curar’ porque ser LGBT não é uma doença ou um mal-estar”, disse em entrevista ao HuffPost Brasil Emily M. Danforth, também autora do livro homônimo que deu origem ao filme.

Outros títulos LGBT

Os longas Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, de Daniel Ribeiro, que conta a história de Leonardo, adolescente em meio a uma paixão e os conflitos típicos dessa fase da vida; Com Amor, Simon” em que um estudante de 17 anos experimenta descobertas típicas da adolescência, como a da própria sexualidade, também entrarão no catálogo da Telecine ― tanto no canal a cabo, quanto online.

As Vantagens De Ser Invisível, que conta a história de Charlie, um jovem que ao mudar de colégio precisa lidar com a perda do melhor amigo e a descoberta de um novo universo e Esteros 1998, que mostra como dois amigos descobrem a primeira paixão também, também serão exibidos pelo canal.