NOTÍCIAS
14/06/2019 13:03 -03

Bolsonaro anuncia demissão do presidente dos Correios e sugere chamar Santos Cruz

O presidente disse que o general Juarez Aparecido de Paula Cunha “foi ao Congresso e agiu como sindicalista”.

Adriano Machado / Reuters

Na manhã desta sexta-feira (14), o presidente JairBolsonaro anunciou, em um encontro com jornalistas, que vai demitir o presidente do Correios, o general Juarez Aparecido de Paula Cunha.

O presidente afirmou, segundo o jornal Estado de S. Paulo e a GloboNews, que Cunha “foi ao Congresso e agiu como sindicalista”.

Para ocupar a vaga, Bolsonaro afirmou que poderia convidar o general Santos Cruz, que foi demitido na última quinta (13) do cargo de ministro da Secretaria de Governo.

Caso Santos Cruz não aceite a proposta, o presidente informou que ainda não pensou em nome substituto. 

O presidente do Correios esteve no Congresso no último dia 5 e questionou a estratégia de privatização da empresa. 

“Eu não queria falar de privatização, até porque não é problema meu, se privatizarem uma parte dos Correios, eu acredito que vai ser do lado bom, o que tirar daqui vai faltar lá. E quem vai pagar essa conta? Esse alguém será o Estado brasileiro ou o cidadão brasileiro que paga imposto. É um negócio complicado”, disse, na ocasião.

Em sua fala, Cunha também defendeu a importância social da estatal. De acordo com ele, a empresa “trabalha ao lado do cidadão” e é “presente na vida do Brasil”. 

O discurso do general vai contra o posicionamento de Bolsonaro, que defende a privatização da empresa, proposta que tem ganhado força dentro do governo..

Segundo Bolsonaro, os “serviços melhores e mais baratos só podem existir com menos Estado e mais concorrência”.