NOTÍCIAS
01/09/2019 11:24 -03

51% dos brasileiros reprovam gestão de Bolsonaro na crise da Amazônia, diz Datafolha

Para entrevistados, Emmanuel Macron é mais preparado e equilibrado que o presidente brasileiro para lidar com queimadas.

Pesquisa Datafolha divulgada neste domingo (1º) mostra como os brasileiros estão avaliando o desmatamento da Amazônia, a reação do governo Bolsonaro e a crise diplomática decorrente. A maioria da população reprova a gestão do problema das queimadas na Floresta Amazônica pelo presidente Jair Bolsonaro.

O desempenho dele é considerado ruim ou péssimo para 51% dos brasileiros. É ótimo ou bom para 25% e regular para 21%. Não souberam responder 3%.

No mês passado, Emmanuel Macron chamou os incêndios na Floresta Amazônica de “crise internacional” e cobrou posição dos líderes do G7, as sete nações mais ricas do mundo, que estiveram reunidos em Biarritz, na França há uma semana. A França também ofereceu ao Brasil US$ 20 bilhões de ajuda para combater o fogo na região.

Para o governo brasileiro, a postura e as declarações de Macron foram um ataque à soberania nacional. Bolsonaro disse que só se o presidente francês retirar “esses insultos” aceitará o dinheiro.

Entretanto, para a maioria dos brasileiros — 66%, o governo deveria aceitar a ajuda financeira. Para 30%, o governo deveria recusar. Não souberam responder 3%.

O desempenho de Jair Bolsonaro é mais criticado na comparação com o adversário Macron para os brasileiros que ouviram falar do caso — 60%.

O presidente francês é considerado mais preparado para enfrentar as queimadas na Amazônia que Bolsonaro — 41% contra 36% —, mais preocupado com a região — 44% contra 30% — e mais equilibrado para buscar soluções — 44% contra 32%.

O debate internacional sobre a Amazônia mostra uma clara divisão de opiniões dos brasileiros. Enquanto 40% têm visão nacionalista — de que a Amazônia deve ser totalmente administrada pelo Brasil e apenas de acordo com os interesses do País, 35% acham que o Brasil precisa ouvir governos e entidades internacionais para administrar a região.

Outros 22% acreditam que a Amazônia deva ser administrada por um conjunto de países e instituições internacionais.

O Datafolha entrevistou 2.878 pessoas em 175 municípios brasileiros nos dias 29 e 30 de agosto. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

EVARISTO SA via Getty Images
Gestão de crise na Amazônia por Bolsonaro é criticada pela maioria dos brasileiros.