POLÍTICA
13/02/2019 12:03 -02 | Atualizado 13/02/2019 12:39 -02

Bolsonaro recebe alta e deixa hospital em São Paulo

Presidente foi internado em 27 de janeiro para cirurgia de retirada da bolsa de colostomia.

Handout . / Reuters
Presidente se recupera de atentado a faca sofrido em 6 de setembro. 

O presidente Jair Bolsonaro recebeu alta do hospital e retorna para Brasília nesta quarta-feira (13).

Bolsonaro foi internado em 27 de janeiro para retirada da bolsa de colostomia, colocada após o atentado a faca que sofreu em 6 de setembro, enquanto estava em campanha em Juiz de Fora (MG).

A expectativa inicial era de que o presidente se ausentasse por 10 dias. A internação no hospital Albert Einstein, entretanto, durou 17 dias. Na semana passada, após ter tido febre, ele foi diagnosticado com pneumonia.

O retorno do presidente é aguardado para o Executivo retomar trabalhos que ficaram paralisados ou tiveram ritmo reduzido. Formação da base no Congresso, assim como a finalização do texto da reforma da Previdência, estão entre as prioridades. O presidente também precisa indicar quem será o líder do governo no Senado e definir nomeações para o 2º escalão.

Missão

De acordo com o vice-presidente Hamilton Mourão, Bolsonaro retorna “em condições de dirigir com mão firme, com determinação, todas as tarefas que nós colocamos pela frente”.

Segundo ele, a principal missão do presidente é afinar o discurso do governo em relação à reforma da Previdência. Enquanto o presidente esteve internado, vazou uma minuta do texto. Integrantes do governo se desentenderam sobre alguns itens, como a idade mínima para aposentadoria.

No Seminário de Abertura do Ano da revista Voto, em parceria com o Financial Times, Mourão afirmou ainda que o governo terá de orquestrar mudanças na política de segurança pública.