NOTÍCIAS
01/04/2020 18:39 -03

Na contramão de Bolsonaro, ministra da Agricultura nega risco de desabastecimento no País

Presidente excluiu vídeo em que homem reclama de falta de produtos na Ceasa de BH após ser desmentido. Tereza Cristina assegura abastecimento.

Adriano Machado / Reuters
Ministra negou desabastecimento como, horas antes, presidente havia alegado com post de vídeo em seus redes sociais. 

No dia em que o presidente Jair Bolsonaro compartilhou e apagou horas depois um vídeo denunciando desabastecimento na Ceasa de Belo Horizonte, a chefe da Agricultura, Tereza Cristina, foi categórica ao dizer que a pasta não recebeu qualquer informação de falta de alimento por conta das medidas de restrição adotadas em todo o País devido à pandemia do coronavírus

“Hoje temos abastecimento em todas as capitais. Não temos notícias de falta de qualquer tipo de alimento nas prateleiras”, disse a ministra em coletiva à imprensa no Palácio do Planalto nesta quarta-feira (1º). 

Bolsonaro havia amenizado o tom de seu discurso em um pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão na noite de terça-feira (31), mas nas redes sociais esta manhã ele postou um vídeo em que um homem reclama do desabastecimento da Ceasa na capital mineira. Ele chegou a dar alfinetada em “alguns” governadores e prefeitos. Após a repercussão negativa e depois de ser desmentido, o mandatário apagou a mensagem. 

Reprodução Facebook @jairmessias.bolsonaro
Presidente apagou esta postagem após repercussão.

“Isso aqui se chama desabastecimento. Pra você, que falou depois do discurso do presidente que economia não tinha importância, que o importante eram vidas, dá uma olhada nisso aí. Pois é, fome também mata”, diz o homem no vídeo em meio à Ceasa vazia.

Mais cedo, a Associação Comercial da Ceasa de Minas Gerais negou o desabastecimento. Em um post no Facebook da entidade, o presidente da entidade, Noé Xavier, reforçou que o vídeo foi gravado enquanto o galpão passava por limpeza e que o local está funcionando normalmente.

 

A própria ministra esclareceu: “O vídeo é de ontem à tarde, quando a Ceasa estava tendo sua limpeza”. E voltou a reforçar: “Risco de desabastecimento hoje nós não temos. Pequenos produtores continuam a produzir”.

Segundo ela, a preocupação do Ministério da Agricultura atualmente é que os pequenos produtores se mantenham inseridos no mercado após a crise do coronavírus. Isso porque, com o isolamento social imposto por conta da pandemia, houve “uma mudança de hábitos, mudaram também os hábitos de alimentação”. “Muitas vezes eles têm o produto e não conseguem vender. É nisso que o governo está trabalhando, para que eles produzam agora e quando sairmos da crise, eles possam ainda estar inseridos na cadeia produtiva”, completou a ministra Tereza Cristina.