NOTÍCIAS
07/02/2020 11:14 -03 | Atualizado 07/02/2020 17:54 -03

Rodrigo Boccardi é acusado de racismo ao confundir atleta negro com pegador de bolinhas

"Não existe preconceito. Não existe racismo. Quem fala e quem escreve é que é”, rebateu o apresentador do Bom Dia SP após críticas.

Reprodução/Rede Globo
boccardi

Na edição deste sexta-feira (7) do jornalístico Bom Dia São Paulo, da Rede Globo, o apresentador Rodrigo Bocardi foi acusado de racismo depois de um comentário que o levou a ser o assunto mais comentado do Twitter.

Em uma entrada ao vivo do repórter Tiago Scheuer, que entrevistava pessoas em uma estação de metrô da linha vermelha para falar sobre as dificuldades que os moradores da zona leste da capital paulista têm com o transporte público, Boccardi confundiu um atleta do Clube Pinheiros com um pegador de bolinhas. 

Ao ver o jovem negro chamado Leonel Diaz com uma camiseta do Pinheiros (um clube de elite de São Paulo), ele perguntou se ele era pegador de bolinhas. Quando Leonel informou que era um atleta do time de polo aquático do clube, Boccardi se mostrou surpreso.

“Aê, sim! Tá pensando o quê. E eu estava achando que era um dos meus parceiros que ajudam nas partidas [de tênis] e é um jogador de polo aquático. Olha que fera! Mande os parabéns para ele”, comentou o apresentador.

No final do jornal, depois da repercussão, Boccardi se explicou: “Perguntei aquilo porque é o clube que eu frequento todos os dias e jogo bola, rebato bola com todos aqueles garotos que usam camiseta daquela forma. E por isso achei que ele era um deles. Não existe preconceito. Não existe racismo. Quem fala e quem escreve [as críticas sobre o comentário do apresentador] é que é.”

A internet não perdoou a fala e muito menos a réplica de Boccardi e as pessoas demonstraram toda a sua revolta:


Seguindo a repercussão do caso, Boccardi atualizou sua foto em sua conta no Twitter em que está cercado de jovens negros:

Reprodução/Twitter
boccardi