ENTRETENIMENTO
10/02/2019 17:37 -02 | Atualizado 10/02/2019 17:42 -02

Declaração de Maycon no BBB gera debate sobre religião e racismo

Maycon disse que 'ouviu vozes' enquanto Rodrigo e Gabi dançavam ao som de Jorge Aragão.

Reprodução/TV Globo
O brother classificou a canção como 'música esquisita'.

A festa deste sábado (9) na casa do Big Brother Brasil levantou debate sobre racismo e intolerância religiosa nas redes sociais. Maycon, ao observar Rodrigo e Gabi dançarem na pista um samba de Jorge Aragão, disse sentir “arrepios”.

“Tava comendo sentado aqui nesta cadeira quando, de repente, senti um arrepio. Começou a tocar umas músicas esquisitas e os dois [Rodrigo e Gabi] estavam numa sincronia que até achei bacana assim que olhei, juro”, disse em conversa com Diego durante a madrugada.

“Mas aí escutei uns negócios, tipo ‘não faça igual a eles’. Aí veio Jesus Cristo na minha mente ’se você fizer igual a eles, eles ganham mais força”, completou.

O momento em que ele dá a declaração está abaixo:

Antes, sem dar muitos detalhes, o mineiro passou a noite chorando e afirmando pelos cantos que ouviu vozes. 

O comentário de Maycon sobre “vozes” e “música esquisita” foi apontado como racista e intolerante nas redes sociais.

A hashtag #BastaDeRacismoNoBBB chegou a ficar em segundo lugar nos assuntos mais comentados do Twitter.

Fãs do programa e ativistas pedem um posicionamento da TV Globo.

O que Gabi e Rodrigo estavam fazendo

Rodrigo e Gabi aproveitaram que a música Identidade, de Jorge Aragão ― considerada quase um samba que exalta a negritude ― começou a tocar e protagonizaram momento de dança e conexão. 

A letra diz “quem cede a vez não quer vitória, somos herança da memória, temos a cor da memória, temos a cor da noite, filhos de todo açoite, fato real de nossa história”.  

O momento pode ser visto no vídeo abaixo:

Esta não é a primeira vez que esta edição de 2019 do programa é criticada e tem uma situação apontada como racista.

Recentemente, Paula von Sperling, uma das participantes, foi apontada como racista ao comentar dizer que tem medo de Rodrigo, que é negro, “porque ele ficou falando lá dos Oxum dele” e também ao afirmar que, por ter avô negro, poderia se dizer uma “mulher negra”. 

Segundo o Notícias da TV, em edições do Big Brother realizadas nos Estados Unidos e na Inglaterra, demonstrações de racismo já renderam punições aos acusados. Até o momento a TV Globo não se pronunciou sobre os casos.