ENTRETENIMENTO
13/02/2019 17:39 -02 | Atualizado 13/02/2019 17:45 -02

As belas canções de amor que marcaram a vida de Bibi Ferreira

"Levei o amor muito a sério. Sério demais, um dos meus grandes defeitos."

Reprodução/Youtube
Em 1992, a TV brasileira foi presenteada com a exibição do show Bibi in Concert, que celebrava os 50 anos de carreira da artista carioca. 

Foi uma noite especial.

Em janeiro de 1992, a TV Globo exibiu um especial em homenagem aos 50 anos de carreira de Bibi Ferreira, que morreu aos 96 anos nesta quarta-feira (13), no Rio de Janeiro, em decorrência de problemas cardíacos.

Tratava-se da estreia do show Bibi in Concert, realizado poucos meses antes no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro, no qual a incansável atriz, cantora, diretora e compositora carioca presenteou os telespectadores com toda a sua versatilidade e potência vocal.

O espetáculo da diva nascida Abigail Izquierdo Ferreira foi realizado com a luxuosa companhia da Orquestra Sinfônica Brasileira e pelo coro do Theatro Municipal do Rio. A regência  era do maestro Henrique Morelembaum.

No palco, a primeira-dama do teatro brasileiro recordou momentos importantes de sua trajetória, cantou óperas e prestou tributo às cantoras Elis Regina, Elizeth Cardoso e Maysa e fez com sua filha, Tina Ferreira, um dueto da L’Hymne a l’Amour, de Edith Piaf – a quem havia homenageado no espetáculo de sucesso Piaf, a Vida de uma Estrela da Canção.

Em um dos momentos mais tocantes daquele show - que refletia de forma ímpar a relevância da artista na história da cultura brasileira -, Bibi apresentou um pot-pourri com as canções de amor que mais marcaram sua vida.

“Ah, eu amei. Amei muito na minha vida. Levei o amor muito a sério. Sério demais, um dos meus grandes defeitos”, disse Bibi para a plateia antes de interpretar seis pérolas da música popular brasileira:

Boa Noite Amor, de José Maria de Abreu e Francisco Mattoso; Apelo, de Baden Powell e Vinicius de Moraes; Eu Sei Que Vou Te Amar, de Tom Jobim e Vinicius de Moraes; Ouça, de Maysa; Ninguém Me Ama, de Antônio Maria; e Demais, parceria de Tom Jobim com Aloysio de Oliveira.

Você pode assistir a essa performance no player abaixo: