Comida

Pinhão: Os benefícios da semente da araucária e 5 receitas

Além de ser rico em minerais, o pinhão tem antioxidantes e ajuda a controlar a fome.
Pinhão é rico em gorduras boas e possui propriedades antioxidantes.
Pinhão é rico em gorduras boas e possui propriedades antioxidantes.

Quando as temperaturas começam a cair, já se sabe que a época do pinhão está chegando. Semente da araucária, árvore muito comum no Sul do Brasil, o pinhão já foi injustamente rotulado como um alimento calórico, mas ele possui diversos benefícios para a saúde, além de ser delicioso e saudável.

O pinhão é conhecido por ter vários minerais, como cobre, zinco, manganês, ferro, magnésio, sódio, enxofre, fósforo e cálcio, além de ser rico em potássio, mineral que ajuda a controlar a pressão arterial.

A semente também é fonte das gorduras “boas”, essenciais para o nosso corpo. Ela é rica em ômega 6 e ômega 9, que contribuem para a redução do colesterol no sangue e ajuda a prevenir doenças cardiovasculares.

Além disso, a semente é também uma aliada na hora de controlar a fome. Por ser rico em ômega 6, ele ajuda a liberar um hormônio chamado colecistoquinina, que diminui a vontade de comer.

O pinhão também tem propriedades antioxidantes, que ajudam a combater o envelhecimento.

Propriedades

Um estudo da Embrapa mostrou que o pinhão pode sofrer diferenças na composição quando é cozido, devido ao aumento da umidade e cozimento. Apesar de perder alguns minerais, o pinhão continua nutritivo e saudável.

Cada 100 gramas de pinhão cozido tem cerca de 160 calorias, 3,6 g de proteína, 5,5 g de fibras, 1,46 g de gordura e 33,2 g de carboidratos.

Receitas

Veja algumas receitas para se inspirar com a chegada do inverno:

Risoto de pinhão

Veja a receita aqui.

Purê de pinhão

Veja a receita aqui.

Farofa de pinhão

Acesse a receita aqui.

Carreteiro de pinhão

Veja a receita aqui.

Bolo de pinhão

Siga a receita clicando aqui.