COMPORTAMENTO
21/06/2019 01:00 -03

Investir 2 horas em contato com a natureza melhora a saúde, diz estudo

Como você tem usado o seu tempo livre?

Thomas Barwick via Getty Images

A vida em grandes centros urbanos tem nos afastado cada vez mais de pequenas sutilezas da vida: ouvir o canto de um pássaro, sentir o aroma de uma flor, observar como a chuva traz vida para as árvores. 

Mas é preciso que a gente encontre um tempinho na agenda para ficar perto da natureza. E não só porque ela é relaxante, mas também por uma questão de saúde.

Um estudo realizado pela Universidade de Exeter e publicada na revista Nature afirmou que investir 2 horas por semana para passear ao ar livre traz benefícios a longo prazo no bem-estar da população.

Não há diferenças no impacto dessa exposição entre homens e mulheres, mas, nas crianças, a experiência significa um melhor desenvolvimento cognitivo.

Para realizar o estudo, foram utilizados dados de cerca de 20 mil pessoas em toda a Inglaterra.

De acordo com os pesquisadores, além da quantidade de verde nos bairros e o acesso a parques ou praias nas grandes cidades, o tempo dedicado às atividades externas pode também ser entendido como uma grande ferramenta para medir o bem-estar da população.

“Quantificar essa exposição direta pode contribuir para a construção de políticas públicas, por exemplo. Um processo semelhante foi utilizado para apoiar o desenvolvimento de diretrizes sobre a quantidade de atividade física semanal recomendada para a promoção da saúde e prevenção de doenças”, diz o relatório.

Segundo as análises, não importa se as duas horas ao ar livre são ininterruptas, apenas uma vez por semana, ou se os 120 minutos são divididos em pequenos passeios ao longo dos dias.

Vale uma ida ao parque da cidade, visitar uma praia, fazer uma trilha ou simplesmente descansar em uma praça arborizada perto do trabalho.

O importante é garantir que exista um tempo dedicado para essa pausa e um respiro longe dos ambientes fechados e em meio aos outros compromissos.